Curitiba contabiliza prejuízos do vendaval com previsão de mais instabilidades para o fim de semana

 Curitiba contabiliza prejuízos do vendaval com previsão de mais instabilidades para o fim de semana

(Foto: Divulgação/Setran)

(Foto: Divulgação/Setran)

A sexta-feira (20) é mais um dia com previsão de chuva no Paraná, mas a maior preocupação da Defesa Civil de Curitiba, por enquanto, é com os estragos de ontem (19). O vento na cidade ultrapassou os 70km/h e deixou um pedreiro gravemente ferido no bairro Cajuru. Ele trabalhava no pátio de uma empresa de logística quando foi atingido por um muro que desabou com as fortes rajadas.

Apesar de estar usando os equipamentos de proteção individual, o homem sofreu traumatismo craniano e teve uma contusão no tórax, segundo o Corpo de Bombeiros. A vítima foi levada ao Hospital Cajuru, onde passou por uma cirurgia e segue internada.

As instabilidades também destelharam casas e provocaram a queda de árvores e galhos sobre ruas e imóveis e o dia de hoje é de muito trabalho, de acordo com o coordenador técnico da Defesa Civil da capital, Nelson Ribeiro.

A Cidade Industrial de Curitiba foi a região mais prejudicada. Por lá, algumas casas e até um condomínio registraram destelhamentos devido à força do vento.

No Batel, uma árvore tombou e os galhos bloquearam duas pistas da avenida Vicente Machado, próximo à esquina da rua Desembargador Costa Carvalho. E na rua Olavo Bilac, outra árvore que caiu atingindo uma residência.

(Foto: Bruna Valle/BandNews Curitiba)

No Portão, um andaime despencou sobre uma instituição de ensino particular. Já no bairro Prado Velho, o Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar cinco pessoas que ficaram presas dentro de um elevador do bloco verde da PUC Paraná. Sem energia, o equipamento parou de funcionar.

Apesar dos sustos, Ribeiro explica que temporais como o dessa quinta são normais nesta época do ano.

Na região do São Francisco, galhos caíram sobre um carro na alameda Júlia da Costa e uma das faixas da via acabou bloqueada. No Guabirotuba, um pinheiro caiu em cima de outra casa.

No bairro Pilarzinho, o vento arrancou uma placa de propaganda instalada às margens da rua Raposo Tavares. A estrutura cortou cabos de energia elétrica e de telefonia e, por segurança, a via foi interditada. A dona de casa Deter Petruck, que mora nas imediações, conta que o problema não é novidade.

Pelo menos 40 chamados foram registrados pela Defesa Civil de Curitiba, no geral devido à ventania, já que a chuva teve pouco impacto. No interior do Estado, conforme o Instituto Simepar, o vento foi ainda mais intenso, com rajadas de mais de 100km/h em cidades como Marechal Cândido Rondon, por exemplo, na região oeste.

Ao menos 11 municípios, além da capital, enfrentaram os efeitos das instabilidades, e o meteorologista Samuel Braun, do Instituto Simepar, é quem esclarece por que isso tudo aconteceu.

Mais de 20 mil unidades consumidoras de Curitiba registraram queda de energia. Os bairros mais afetados pelo apagão foram Mercês, Pilarzinho, Hauer, Santa Quitéria e Tatuquara.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.