Curitiba ganha festival de música no Dia Mundial do Rock

Foto: Nay Klym / Divulgação

Um festival de música em pleno bairro Batel. É essa a aposta do Hard Rock Cafe Curitiba para o Dia Mundial do Rock, celebrado anualmente em 13 de julho. E para mostrar que a vocação da data é agregar, além dos dois palcos internos do estabelecimento, uma terceira estrutura vai ser montada do lado de fora, no jardim, reforçando a ideia de festival e de confraternização.

Ao todo, serão mais de 10 horas seguidas de música. E, na programação, com presença já confirmada, estão bandas como Malta, Relespública e BraveHeart, a Big Band, da Polícia Militar do Paraná, além de covers do Kiss, Queen e Guns’n Roses. Vai ter espaço até para as crianças mostrarem o talento que têm, de acordo com Brunno Kukulka, sócio-diretor do empreendimento.

Para que a proposta vire realidade, o restaurante negocia com a Prefeitura o bloqueio das ruas Buenos Aires e Comendador Araújo, que ficam no entorno do prédio. E quem souber cantar ou tocar algum instrumento vai ter também a chance de se apresentar em um dos palcos do festival.

O Dia Mundial do Rock nasceu com uma vocação beneficente, há 48 anos. Foi em 1985, durante o Live Aid – concerto promovido para erradicar a fome na África – quando Phill Collins lançou o apelido àquele 13 de julho.

Mantendo a tradição de filantropia, o evento em Curitiba (único do tipo na rede brasileira da marca), também vai contar com duas ações: uma de arrecadação de agasalhos e outra para angariar ração animal e, de quebra, conscientizar as pessoas sobre a importância da adoção.

Os ingressos já estão à venda. Os do primeiro lote custam R$ 100 e dão direito à entrada no local para assistir aos shows internos com o cardápio do dia liberado, incluindo comida e bebida. A capacidade da casa é para cerca de 1.100 pessoas. Para saber mais, basta clicar aqui.

Reportagem: Daiane Andrade