Curitiba recebe espetáculo “Os três sobreviventes de Hiroshima”, com histórias de quem viveu o bombardeio

(Foto: divulgação/Joelma do Couto)

O pedido carregado de sotaque é de quem viveu, de perto, o terror da Segunda Guerra Mundial. A história vai ser contada no espetáculo “Os três sobreviventes de Hiroshima”, no próximo dia 15 (sábado), em Curitiba. A peça tem formato de teatro documental, também conhecido como biodrama, e relata o que o militar Takashi Morita e os civis Kunihiko Bonkohara e Junko Watanabe, viram e viveram em Hiroshima, no dia do bombardeio.

Na época, Morita tinha 21 anos, Kunihiko, 5, e Junko, 2. O trio estava muito próximos ao epicentro no momento em que a bomba atingiu a cidade. O roteirista e diretor do espetáculo, Rogério Nagai, explica que o formato reviva as emoções dos personagens que levam ao palco as memórias de vida.

Apesar presenciarem o ataque muito próximos uns dos outros, os três personagens da vida real se conheceram aqui, no Brasil. O país abriga atualmente 83 sobreviventes das bombas, todos integrantes da Associação Hibakusha Brasil Pela Paz.

A peça deu origem ao projeto “Sobreviventes Pela Paz”, com pesquisas sobre a comunidade nipo-brasileira e a imigração japonesa no país. Hoje, a narrativa tem foco na superação e na luta para que cenas como aquelas de 1945 nunca mais sejam vistas.

É a segunda vez que o espetáculo passa pela capital paranaense. Com sessões lotadas, a peça foi apresentada em abril do ano passado, dentro da mostra Fringe do Festival de Curitiba. Dessa vez, a apresentação é no Auditório Mario de Mari, na sede da Federação das Indústrias do Paraná, às 20h, do dia 15 de setembro. Os ingressos estão à venda no site do Disk Ingressos e custam a partir de R$ 25.

Reportagem: Ana Flavia Silva

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*