ParanáGeral

Defesa de bolsonarista pede perícia de embriaguez em petista

Os advogados alegam ainda legítima defesa

 Defesa de bolsonarista pede perícia de embriaguez em petista

Imagem: Reprodução Redes Sociais

A defesa do policial penal bolsonarista Jorge Guaranho, que matou a tiros o tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, Marcelo Arruda, pediu à Justiça uma perícia para constatar a embriaguez da vítima. O documento pede, ainda, imagens de câmeras de vigilância para verificar o consumo de bebida alcoólica pelo aniversariante durante a festa. O pedido de perícia, obtido pela BandNews FM, é assinado pela advogada Marise Jussara Franz, indicada pelo Sindicato dos Agentes Federais de Execução Penal de Catanduvas (PR), onde Guaranho trabalha. Ao solicitar os exames, a advogada alegou legítima defesa. O crime aconteceu no sábado (9), durante o aniversário de Arruda, que celebrava os 50 anos em uma festa temática com decoração alusiva ao Partido dos Trabalhadores.

Para o advogado da família da vítima, Daniel Godoy Junior, o pedido de perícia é uma tentativa de criminalizar a vítima e descaracterizar o crime de ódio por motivação política.

No processo, a advogada de Guaranho alega que o acusado ao chegar ao local da festa “realiza passos para trás e, na busca de se defender, aponta a arma em direção a Marcelo”. Em outro trecho, a advogada argumenta: “As imagens mostram que o acusado Jorge profere algumas palavras, e pelo que indica, pedindo para que a vítima abaixasse a arma, o que é ignorado, e ainda assim, Marcelo continua indo ao encontro do acusado com a arma em punho apontada na direção de Jorge, obrigando-o a efetuar dois disparos na busca de sua defesa”. Após atirar em Arruda, Guaranho também é baleado. No chão, ele foi agredido por dois convidados com chutes na cabeça. Ele está internado na UTI do Hospital Ministro Costa Cavalcante, respira com o auxílio de ventilação mecânica e está em estado estável.

O advogado Daniel Godoy contesta a versão da defesa de Guaranho.

A reportagem tenta contato com a advogada de Guaranho e com representantes do sindicato.

Reportagem: Leonardo Gomes.

felipe.costa

Em 2022, produtos paranenses foram exportados para 212 países

Em 2022, produtos paranenses foram exportados para 212 países

O ano passado atingiu a marca de 22 bilhões de dólares comercializados

BR-476: Motoristas morrem em batida de carretas. Rodovia é fechada

BR-476: Motoristas morrem em batida de carretas. Rodovia é fechada

Acidente foi registrado entre Araucária e Contenda, depois do posto da PRF

BR-277: 10 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Curitiba

BR-277: 10 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Curitiba

Permanece o desvio operacional no quilômetro 42, na Serra do Mar