Deltan Dallagnol é alvo de processo administrativo pela Corregedoria do Conselho Nacional do MP

Fernando Frazão/Agência Brasil

O procurador da República, Deltan Dallagnol, não vai se manifestar sobre o processo administrativo disciplinar instaurado contra ele pela Corregedoria do Conselho Nacional do Ministério Público. De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério Público Federal, qualquer posicionamento será realizado nos autos do próprio procedimento.

A Corregedoria do Conselho do MP afirma que Dallagnol cometeu infração disciplinar ao comentar a conduta de ministros do Supremo Tribunal Federal. O procurador teria abusado da liberdade de expressão ao chamar a turma do Supremo de “panelinha”, conforme concluiu o conselho.

A decisão é assinada pelo Corregedor Nacional do MP, Orlando Rochadel Moreira. A reclamação foi aberta depois de Dallagnol afirmou em entrevista a uma rádio que o STF mandou uma “mensagem de leniência em favor da corrupção” quando tirou das mãos do juiz Sérgio Moro partes da delação da Odebrecht que citam o ex-presidente Lula e o ex-ministro Guido Mantega.

O procurador também se referiu ao ministros do STF como “os três de sempre” que “dão sempre os habeas corpus, que estão sempre se tornando uma panelinha”.

Reportagem: Thaissa Martiniuk/Juliana Goss

Comments

  1. Ainda quero ver esses monarcas da Maconaria sendo expulsos do Judiciário e do país …! Nos cidadãos temos as prerrogativas do Art. Quinto da da c Constituição , ele tem o direito de expor ideias nunca expor seu ranso de ignorância legal…!

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*