Em Curitiba, mais de três mil doses de vacina contra sarampo e pólio são aplicadas em segundo Dia D

Foto:Cesar Brustolin/SMCS

Unidades de saúde de Curitiba abertas neste sábado (1.º) distribuíram 3.360 doses das vacinas contra sarampo e poliomielite. O número corresponde a um levantamento preliminar da Secretaria Municipal da Saúde com informações recolhidas até as 15h. A campanha nacional, que se encerraria na sexta-feira (31), foi prorrogada e teve um novo Dia D para reforçar a vacinação nos municípios que não atingiram a meta de imunizar 95% das crianças de 12 meses até quatro anos. Onze unidades de Curitiba ficaram abertas neste sábado (1.º).

O Ministério da Saúde optou por imunizar mesmo as crianças que já estão com o esquema vacinal completo, levando em conta o contexto epidemiológico de baixa cobertura. Os profissionais da Saúde de Curitiba aplicaram 1.324 doses da Vacina Tríplice Viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) em crianças de 1 a 4 anos. Outras 365 doses foram aplicadas em pessoas entre 5 e 49 anos no Segundo Dia D da campanha. A vacina contra a poliomielite, que é a “da gotinha”, foi aplicada em 1.671 crianças do público prioritário.

Curitiba tem 87.552 crianças na faixa etária de 1 a 4 anos, das quais 82% (71.480) foram vacinadas durante a campanha contra poliomielite e 76% (66.627) contra sarampo. Na capital paranaense, o objetivo da campanha foi manter a cobertura alta das vacinas para reduzir o risco de reintrodução das doenças. A cobertura de rotina da vacina Tríplice Viral na cidade é de 95,8%, e, contra a poliomielite, de 92,9%. Mesmo com o encerramento da campanha nacional de vacinação, as vacinas continuam disponíveis para quem segue a rotina regular.

A vacina contra a poliomielite deve ser administrada em duas doses. A primeira, aos 15 meses e a segunda dose, com 4 anos. Para a tríplice viral, a recomendação é que as pessoas com até 29 anos tenham na carteira de vacinação duas doses. Quem tem entre 30 e 49 anos deve ter, ao menos, uma dose da vacina tríplice viral.

Se a pessoa não tiver tomado as doses recomendadas ou não souber se tomou ou não, a recomendação é procurar uma unidade de saúde para orientações. As vacinas podem ser aplicadas segunda a sexta-feira, em horário comercial, nas 110 Unidades de Saúde de Curitiba. É preciso apresentar um documento de identificação e é recomendável levar a carteira de vacinação.

Reportagem: Lenise Klenk

Foto: Joel Rocha/SMCS

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*