Empresas de patinetes mantêm diálogo com Prefeitura de Curitiba sobre possível proibição dos veículos nas calçadas

(Foto: Glaucyah Dizula/BandNews Curitiba)

As empresas que alugam patinetes elétricos em Curitiba já se preparam para a regulamentação do equipamento na cidade. A prefeitura de Curitiba anunciou ontem que estuda proibir a circulação e o estacionamento dos patinetes nas calçadas. A medida ainda depende de sanção do prefeito Rafael Greca. As empresas Yellow e Grin, que alugam os equipamentos, disseram que estão em diálogo com o poder público sobre o tema. Elas afirmam ser a favor de “uma regulamentação benéfica tanto para usuários quanto para não-usuários dos patinetes”. Mas não quiseram se posicionar sobre a possível proibição dos veículos nas calçadas.

A Yellow e a Grin aguardam a publicação oficial do decreto do prefeito, que deve acontecer até meados de maio. Segundo a superintendente de trânsito de Curitiba, Rosangela Battistella, a lei de mobilidade urbana dá prioridade ao pedestre, e proibir a circulação dos patinetes na calçada é uma tendência que vem ocorrendo em outras cidades.

Ouvintes da Bandnews se posicionaram sobre o tema ao longo do dia. O motorista Alexandre Cruz se queixa de que muitos usuários deixam patinetes em locais imprudentes nas calçadas, andam em meio aos carros, e se preocupa com o risco de acidentes.

Já o técnico Evandro Pereira questiona se a regulamentação não vai dificultar o uso de um meio de transporte que, na prática, alivia o trânsito e os ônibus da cidade.

Para o administrador de empresas Mauricio de Oliveira Pinheiro, é preciso educar os cidadãos, em vez de pensar em regulamentação. O ouvinte defende que a solução mais inteligente para Curitiba é que os patinetes compartilhem, sim, as calçadas da cidade.

A minuta da regulamentação foi enviada ao prefeito Rafael Greca, a quem cabe aprovar e assinar o decreto. Isso deve ocorrer até meados deste mês.

Reportagem: Estelita Carazzai