Estudantes inovam e criam cobertor térmico e impermeável para população em situação de rua de Curitiba

(Foto: reprodução/Facebook)

Preocupados com as pessoas em situação de rua em Curitiba que sofrem com as baixas temperaturas principalmente nesta época do ano, um grupo de estudantes criou um cobertor especial que espanta o frio e não molha. A novidade é assinada por 35 alunos do 2º ano do Ensino Médio do Colégio Marista Paranaense que surgiu dentro da Aquece – uma miniempresa criada no ambiente escolar para estimular os jovens a empreender.

O custo da produção é baixo – em torno de R$ 21 – e somente para a FAS, a Fundação de Ação Social de Curitiba, foram repassadas 80 peças.

Um dos jovens envolvidos na iniciativa é João Vitor Lauredo, de 16 anos. Segundo ele, a ideia era chegar a um negócio que gerasse lucros, mas que também tivesse um cunho social.

Gabriel Julio, também com 16 anos, é outro aluno que faz parte da equipe. O adolescente explica como os cobertores foram fabricados e afirma que a intenção agora é de transformar a miniempresa em um empreendimento de verdade. Ele conversou com Daiane Andrade.

Ao todo, 188 cobertores foram produzidos pelos jovens e vendidos pela internet a pessoas que aderiram à proposta de doação. Na sequência, as peças foram destinadas aos moradores de rua pela FAS, que fez o repasse aos atendidos na unidade Campina do Siqueira, e por mais duas entidades.

O Projeto Miniempresa é conduzido pelo Colégio Marista Paranaense em parceria com a Junior Achievemente. A proposta permite a experiência prática dos alunos do 2º ano do Ensino Médio em economia e negócios por meio da organização e operação de um empreendimento para que os estudantes ampliem a margem de conhecimento.

Reportagem: Daiane Andrade

(Foto: reprodução/Facebook)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*