Estudo traça a personalidade de quem não usa máscara

 Estudo traça a personalidade de quem não usa máscara

Foto: Luiz Costa/SMCS

Um estudo da Universidade Estadual de Londrina, no norte do estado, buscou entender os traços da personalidade de quem não usa a máscara durante a pandemia. A pesquisa foi feita pelo Departamento de Psicologia e Psicanálise com 1578 pessoas, 821 mulheres e 757 homens.

De acordo com a UEL, pessoas que não usam a máscara tendem a ter um distúrbio de desprezo pelos outros. A análise do perfil mostrou que existem dois tipos de pessoa: as com traços anti sociais e as com maior tendência à empatia. Os grupos antissociais têm índices maiores de insensibilidade, engano, hostilidade, impulsividade e irresponsabilidades, e índices menores de empatia.

A estudante de geografia, Fernanda Carvalho Duarte, acredita que o uso da máscara é uma forma simples de proteger as pessoas que estão à volta dela.

Segundo a pesquisa, o grupo com maior índice de empatia apresentou maior preocupação em usar máscara, higienizar as mãos e adotar o isolamento social. Entre os participantes, 32 relataram ter feito o teste para a Covid-19, cinco deles testaram positivo.

Reportagem: Larissa Biscaia

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Curitiba não registra mortes nas ultimas 24 horas pela covid-19

Curitiba não registra mortes nas ultimas 24 horas pela covid-19

Desde o início da pandemia a capital já registrou mais de 416 mil casos