Festival Paralímpico promove inclusão no Litoral do Paraná

Foto: Buda Mendes/CPB

Cerca de dez mil pessoas, entre profissionais, alunos e voluntários, estarão envolvidas neste sábado, dia 22, no primeiro Festival Paralímpico, organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). O evento acontecerá em 48 cidades brasileiras e o Distrito Federal. No Paraná, serão quatro núcleos: Curitiba, Cascavel, Maringá e Pontal do Paraná.

A coordenadora do Festival e representante do Comitê Paralímpico Brasileiro, Silmara França, explicou os objetivos do Festival

Em Pontal do Paraná, o festival acontecerá no sábado, das oito e meia da manhã ao meio dia, no Colégio Paulo Freire, localizado nos fundos da Associação Banestado. Serão praticadas as modalidades de miniatletismo, bocha paralímpica e tênis de mesa adaptado, que é chamado de POLIBATI.

Silmara França explicou que não se tratam de atletas, mas sim de alunos que terão a oportunidade de participar de um evento esportivo inclusivo.

No Litoral, o Festival Paralímpico vai envolver 150 alunos de toda a rede de educação especial do Litoral Dos 150 alunos presentes, 30 são sem deficiência e estudam na rede regular de ensino. Será mais um momento importante para inclusão.

Em Pontal, estará presente o atleta paralímpico Marcelo Santos, medalhista nas paralimpíadas no Rio de Janeiro, em 2016. Marcelo é atleta da associação paralímpica de Paranaguá e representa o Litoral nas competições nacionais. Vinicius Cabral, atleta de Petra, que é atletismo que usa um triciclo adaptado, também estará presente.

Reportagem: Kelly Frizzo

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*