Política

Filhos de políticos podem ser obrigados a estudar em escolas públicas

Filhos de prefeito, vice-prefeito e vereadores de Londrina, no norte do estado, podem ser obrigados a estudar em escolas públicas. Um projeto de lei que trata sobre esse assunto tramita na Câmara Municipal da cidade. A proposta é do vereador Tito Valle, do PMDB. Para ele, o projeto se justifica, pois o ensino público não recebe a atenção e o investimento devidos para manter um serviço de qualidade. O texto recebeu parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça, no entanto, o parecer pode ser derrubado em plenário. O projeto ainda não tem previsão para ser votado. Em Londrina são 19 vereadores. Para aprovação da proposta, 13 precisam votar a favor. O vereador avalia que a tarefa é difícil, mas que a discussão é necessária. Caso aprovado, os agentes públicos eleitos têm que matricular os filhos em instituições públicas a partir de janeiro de 2014.

Band News Curitiba - 96,3 FM

Eleições: inelegibilidade de Deltan não tem efeito imediato

Eleições: inelegibilidade de Deltan não tem efeito imediato

Condenação pelo TCU pode acarretar em inelegibilidade, mas após o escrutínio da Justiça Eleitoral

Concursos: projeto que reserva vagas para PCDs avança na CMC

Concursos: projeto que reserva vagas para PCDs avança na CMC

Projeto de lei atualiza legislação municipal para cumprir o que determina a Constituição Federal

TCU condena Dallagnol e Janot por diárias da Lava Jato

TCU condena Dallagnol e Janot por diárias da Lava Jato

Decisão pode tornar ambos inelegíveis. Dallagnol afirma que vai recorrer da decisão

CCJ nega recurso de Freitas sobre o prazo do julgamento

CCJ nega recurso de Freitas sobre o prazo do julgamento

Defesa aponta que Legislativo excedeu o tempo para julgar o vereador