PolíticaGeral

Francischini assume coordenação na Secretaria da Justiça

O ex-deputado foi o primeiro parlamentar brasileiro cassado por fake news.

 Francischini assume coordenação na Secretaria da Justiça

Foto: Sandro Nascimento/Alep

O primeiro parlamentar brasileiro cassado por fake news, Fernando Francischini, foi transferido para a Secretaria da Justiça e Cidadania do Paraná. Anteriormente, Francischini estava na chefia de gabinete da Secretaria de Estado da Mulher e Igualdade Racial. Ele assume agora como chefe de coordenação da nova pasta. A informação foi publicada no Diário Oficial no último dia 17 de janeiro.

Questionado pela reportagem, o Governo do Estado afirma que o nome de Fernando Francischini passou por um processo de avaliação na Controladoria-Geral. Além disso, o Executivo afirma que não há ilegalidade na nomeação porque o processo ainda não transitou em julgado.

Veja mais:

Uma lei de 2011 estipula uma série de vedações para a nomeação de pessoas em cargos públicos, mas não prevê fake news. Em 2020, um projeto de lei tentou incluir o impedimento de nomeação de pessoas que propagam notícias falsas. A proposta está na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa do Paraná desde fevereiro de 2021.

Mesmo sem mandato, devido à condenação, o sobrenome “Francischini” se mantém nas bancadas públicas. Após um mandato na Câmara Municipal de Curitiba, a esposa do ex-parlamentar, Flavia Francischini, foi eleita deputada estadual pelo União Brasil. Além dela, o filho de Fernando, Felipe Francischini, foi reeleito deputado federal pelo Paraná em 2022. Ele é presidente estadual do União Brasil.

Informações: Larissa Biscaia

Fabrizio Reusing

Ex-presidente da Câmara de Almirante Tamandaré é denunciado

Ex-presidente da Câmara de Almirante Tamandaré é denunciado

A investigação aponta improbidade administrativa para enriquecimento ilícito e danos ao erário

Partido afasta vereador que votou aumento salarial direto da praia

Partido afasta vereador que votou aumento salarial direto da praia

Parlamentar também teve áudio vazado: "quero que se f***", afirmou

Salário Mínimo Regional do Paraná é confirmado em R$ 1.731

Salário Mínimo Regional do Paraná é confirmado em R$ 1.731

Com aumento real de 1%, o salário mínimo do Paraná continua o maior do Brasil

Bebê é encontrado morto em lixeira da UPA Tatuquara

Bebê é encontrado morto em lixeira da UPA Tatuquara

A Polícia Civil do Paraná investiga o caso com o apoio da Prefeitura de Curitiba