Ratinho Junior anuncia presidente da Multilaser como secretário da Educação

(Foto: divulgação)

O governador eleito Ratinho Junior (PSD) anunciou ontem (07) o nome da pessoa que deve assumir a Secretaria de Estado da Educação em 2019. Renato Feder é presidente executivo da Multilaser, empresa com 3 mil funcionários que atua no segmento de eletrônicos e informática. Ele também é sócio da Aluno 10, empresa de tecnologia educacional aplicada ao reforço escolar.

Segundo o jornal O Estado de Minas, Feder recusou convite do governador eleito por Minas Gerais, Romeu Zema, do NOVO, para ocupar o cargo de secretário naquele Estado. Féder foi assessor da Secretaria de Educação de São Paulo durante oito meses. Ele ocupou o cargo de assessor técnico de gabinete na gestão de Geraldo Alckmin, do PSDB.

Professor de matemática por oito anos e professor de economia no Mackenzie por quatro anos, também foi diretor por oito anos do Colegio Alef, escola particular de São Paulo que atua sem fins lucrativos.

A assessoria de Ratinho Junior informou que o secretário indicado, que é de Minas Gerais, não dará entrevistas até o dia 19 de novembro, data do início da transição de governo no Paraná. De acordo com a assessoria, Feder e Ratinho Junior se conheceram em um evento em São Paulo e, desde então, o empresário tem atuado como consultor do político para a área de educação. Feder é formado em Administração de Empresas na Fundação Getúlio Vargas e tem mestrado em economia na Universidade de São Paulo.

De acordo com a assessoria, à frente da empresa Multilaser, Renato Feder também trabalha com educação por meio de patrocínios a feiras de ciências. A empresa financiava a ida de estudantes brasileiros para eventos no exterior. Feder é co-fundador do Ranking dos Políticos, entidade que avalia o desempenho de senadores e deputados federais, e é elaborado por empresários liberais vinculados a partidos de direita.

Com o nome para a Educação, até agora, Ratinho Jr anunciou apenas dois indicados para compor o secretariado de governo no ano que vem. O primeiro foi do general Luiz Felipe Kraemer Carbonell, atual chefe da Assessoria de Informações da Itaipu Binacional, que assumirá a Secretaria de Estado da Segurança Pública do Paraná. O anúncio foi feito três dias antes do segundo turno da eleição presidencial. Politicamente, ao indicar um general das Forças Armadas para comandar a Segurança, Ratinho Junior acenou ao então presidenciável Jair Bolsonaro, do PSL, capitão do Exército, cujo vice é o general da reserva Hamilton Mourão, do PRTB.

Reportagem: Narley Resende

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*