Torcedores atleticanos arrumam as malas para acompanhar a equipe na Colômbia

(Foto: colaboração/WhatsApp)

Os torcedores do Atlético Paranaense estão com muita fé. Melhor campanha, melhor ataque e melhor defesa na Copa Sul-Americana, e esses são apenas alguns dados que reforçam essa crença da torcida Rubro Negra. Na retaguarda do time do coração, alguns torcedores fanáticos acompanham a saga do Furacão. É o caso do empresário Guilherme Hagebock que foi a todos os jogos do clube nesta edição da Sul-Americana.

É a segunda vez na história que o clube chega à final de uma competição internacional. Em 2005, o time paranaense enfrentou o São Paulo na Copa Libertadores da América, mas acabou derrotado. Agora, 13 anos depois, o Furacão tem mais uma chance de conquistar o título inédito. E mais do que só estar ao lado da equipe em todos os jogos do torneio, Guilherme também garante que sempre manteve a fé no rubro-negro.

O empresário Gabriel Barbosa, que faz parte da torcida organizada Os Fanáticos, é outro que vai atrás do Atlético. Ele está confiante com o número de torcedores que vão até a Colômbia.

Quem quiser acompanhar a equipe paranaense contra o Junior Barranquilla tem duas possibilidades: se organizar por conta própria ou viajar com a delegação do Atlético Paranaense. Caso a pessoa queira a segunda opção, a viagem custa cerca de 8 mil reais. A venda dos ingressos para o jogo de volta, na Arena da Baixada, marcado para 12 de dezembro, está prevista para começar na semana que vem.