Giro nas Ruas desta segunda é na Rua Francisco Derosso

Francisco Derosso era filho de dois imigrantes italianos que chegaram a Morretes em 1882. Lá, eles se conheceram e casaram. Com a construção da Estrada de Ferro que ligava Curitiba a Paranaguá, o casal de agricultores veio para a capital e se estabeleceu no bairro Xaxim.

Da união nasceram oito filhos, quatro meninas e quatro meninos. Um deles era Francisco Derosso. Aos quinze (15) anos, ele perdeu a mãe, Carolina Cartiano, atropelada pelo primeiro veículo motorizado de Curitiba. Dois anos mais tarde, o patriarca da família, Jacob Derosso, também morreu. O filho Francisco ficou responsável por sustentar e cuidar do avô e dos outros irmãos, um deles, Hugo Derosso, que era surdo. O agricultor então passou a trabalhar para a família Redeschi como carroceiro e entregador de carvão. Em 1919, Francisco Derosso se casou com Januária Brum, nascida e criada no bairro Xaxim. Os dois tiveram quatro filhos.

Naquela época, Francisco passou a trabalhar na olaria de Roberto Hauer, onde permaneceu por cerca de vinte anos. Durante esse tempo, começou a comprar áreas, voltou a cultivar a terra e montou uma pequena leiteria na região da até então chamada Estrada do Xaxim. Como o bairro onde morava era muito longe da região central e distante de escolas, Francisco fundou uma que pudesse atender, além dos próprios filhos, todas as crianças do bairro.

Com as dificuldades de trazer a professora, o agricultor começou a financiar o transporte para trazê-la da região central. Derosso também colaborou com a construção da Igreja São Francisco de Assis e fez parte da Cooperativa dos Fornecedores de Leite, que tinha entre os integrantes Francisco Schaffer, Arthur Hauer e Pedro Gabardo. A estrada onde a família morou a vida inteira, antes chamada de Estrada do Xaxim, passou a se chamar Rua Francisco Derosso em vinte de agosto de mil novecentos e sessenta e dois (1962).

O Esporte Clube Olímpico foi criado em mil novecentos e cinquenta e quatro. Naquela época, localizado em outro endereço, era chamado Boqueirão Esporte Clube. O nome atual foi dado em mil novecentos e setenta, quando a sede foi transferida para a Rua Francisco Derosso. O administrador do clube, Antônio Fabrício da Cruz, mais conhecido como Toni, conta que quando foi fundado, o objetivo do espaço era ser um lugar para os jovens do bairro se encontrarem e praticarem esportes.

(Foto: reprodução/Google Street view)

O esporte mais praticado no clube continua sendo o Futebol. No começo, a torcida ficava em um gramado inclinado para assistir às partidas. Em mil novecentos e setenta e nove (1979) o Esporte Clube Olímpico venceu a Copa entre as cidades de Curitiba, Contenda, Campo Largo e Araucária.

Em 2006, o time do Xaxim foi vice-campeão da Suburbana. Antônio Fabrício da Cruz diz que quem joga no time hoje são os meninos que cresceram correndo e brincando de bola desde cedo na região.

Como o clube é quase uma extensão da família, depois de todo final de jogo jogadores e famílias se reúnem em uma confraternização, com direito a churrasco.

Os jogos do Esporte Clube Olímpico são disputados aos sábados, a partir da uma e meia da tarde.

3275-7106 / 99655-6706 Toni 12.09 16h30

Apreciador do boliche, Daniel Giacobo é natural de Laranjeiras do Sul, localizada no Centro-Sul do Paraná. Se mudou para Curitiba para cursar a faculdade de engenharia de produção. Mas foi em uma viagem de família, para outro estado, que ele encontrou uma oportunidade de mercado.

(Foto: reprodução/Google Street view)

Além das atividades voltadas aos adultos, o local tem boliche para crianças, com pista e bolas adaptadas aos pequenos. Ao todo, Daniel e os sócios, que fazem parte da família Giacobo, são donos de cinco boliches em todo o Paraná, localizados em Laranjeiras do Sul, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Pato Branco e Curitiba.

Na capital do estado, o Boliche Big Bowl fica localizado na Francisco Derosso, dentro do Shopping e Sportes, no número 3488.

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*