Governador do Paraná volta a defender a inclusão de estados e municípios na Reforma da Previdência

Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

O governador do Paraná Ratinho Júnior voltou a defender nesta quarta-feira (21) a inclusão de estados e municípios na Reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional. Ratinho Junior explicou que o Senado está bastante favorável à inserção, no entanto, esclareceu que na Câmara dos Deputados o tema ainda precisa ser debatido e aprofundado com os parlamentares. O chefe do executivo estadual reforçou que caso essa inclusão não ocorra em âmbito federal, estados e municípios terão de pensar na organização de uma reforma da previdência própria.

De acordo com Ratinho Junior, a diferença entre o que o estado arrecada e o que paga de previdência é de R$ 8 bilhões, e que o déficit cresce a uma taxa anual de R$ 700 milhões. A perspectiva, segundo ele, é de que ainda no seu mandato, se nada mudar, esse acréscimo anual chegue a R$ 1 bilhão.

O governador do Paraná também falou sobre a segunda etapa da reforma administrativa, encaminhada para a Assembleia Legislativa na primeira quinzena de agosto. Ratinho Junior comentou que esta fase foi subdividida em pelo menos três projetos de lei com foco principal na reestruturação das autarquias.

De acordo com ele, esse remanejamento pode gerar uma economia anual de 15 milhões de reais aos cofres públicos.

Ratinho Junior esteve presente, nesta quarta –feira, no 3º Fórum de Gestão Pública organizado pela Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná, no Museu Oscar Niemeyer.

Reportagem: Thaissa Martiniuk