CuritibaGeral

Homem que agrediu músico deve ser ouvido nesta quarta-feira

Vítima afirma que o agressor fez ofensas racistas durante os golpes

 Homem que agrediu músico deve ser ouvido nesta quarta-feira

Imagem: reprodução/redes sociais

Deve ser ouvido nesta quarta-feira (30), pela polícia Paulo Cezar Bezerra, apontado como o agressor do músico Odivaldo da Silva, conhecido como Neno, com cassetete no centro de Curitiba. O caso aconteceu há uma semana.

Veja mais:

Em vídeo capturado por câmeras de segurança, a vítima de 55 anos caminha sozinha na calçada quando Paulo Cezar se aproxima junto com um cachorro e aborda Neno. Em seguida, o homem usa o cassetete para acertar o rosto, a nuca e as pernas do músico.

Em entrevista à TV Band, a vítima disse que as agressões foram acompanhadas de ofensas racistas.

Segundo a Polícia Civil, o caso foi atendido inicialmente pela Polícia Militar (PM), que registrou a situação como lesão corporal. Paulo Cezar foi levado pelos policiais até a casa dele para deixar o cachorro e depois foi encaminhado ao cartório do 12º Batalhão da Polícia Militar.

O homem foi detido e solto no mesmo dia.

Segundo Neno, durante as agressões ele tentou fugir do suspeito, porém Paulo Cezar incentivou o cachorro a persegui-lo e a mordê-lo. A violência só parou quando pessoas e motoristas que passavam pelo local começaram a gritar.

Uma mulher que testemunhou as agressões, e prefere não ser identificada, diz que o homem já havia feito ameaças a moradores da região.

A defesa de Neno questiona a atuação da PM no caso. Segundo o advogado José Carlos Portella Junior, foi preciso fazer uma complementação ao Boletim de Ocorrência, que inicialmente não incluiu as denúncias de ofensas e xingamentos de cunho racistas.

Além disso, para o advogado, a equipe policial ouviu a versão do músico em um momento de “fragilidade”.

Em nota, a Polícia Militar (PM) informou que durante o atendimento à vítima, recebeu um chamado informando que pessoas com as mesmas características do suspeito e com um cachorro estava “tumultuando nas proximidades”.

Neno sofreu ferimentos no rosto, levou cinco pontos, fraturou o maxilar, quebrou um dente, está com marcas de mordidas de cachorro nos braços e nas costas, e terá que fazer uma cirurgia.

A polícia investiga a denúncias de outros episódios de agressão e se o Paulo Cezar era pago por comerciantes da região para intimidar pedestres.

Reportagem: Leonardo Gomes.

felipe.costa

Orientações para combater a violência nos condomínios são reforçadas

Orientações para combater a violência nos condomínios são reforçadas

Condomínios da capital paranaense podem ter placa para combater a violência doméstica

UFPR abre PSS para preencher 570 vagas de graduação

UFPR abre PSS para preencher 570 vagas de graduação

As oportunidades estão nos campi de Jandaia do Sul, Matinhos, Palotina e Pontal do Paraná

Carro com R$600 mil em multas é apreendido em Curitiba

Carro com R$600 mil em multas é apreendido em Curitiba

A fiscalização também constatou que o motorista não tinha carteira de habilitação

Terça amanhece nublada, mas sol deve aparecer em Curitiba

Terça amanhece nublada, mas sol deve aparecer em Curitiba

Chuvas localizadas causadas pelo aquecimento do dia são esperadas em quase todo Paraná