NacionalEconomia

ICMS: gás de cozinha não deve ficar mais barato

Segundo a ANP, o preço médio do botijão está em R$ 112, no Paraná

 ICMS: gás de cozinha não deve ficar mais barato

Foto: Divulgação / Agência Brasil

No Paraná, o preço do gás de cozinha não deve cair com o novo limite na cobrança da alíquota do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços). Conforme a Secretaria de Estado da Fazenda, o produto já é tributado pela alíquota máxima exigida pela lei, 18%.

O presidente da entidade que representa as revendedoras de gás no Brasil (Abragás), José Luiz Rocha, explica que além da falta de efeitos com o teto do ICMS, o gás de cozinha no Paraná sofre com uma defasagem no preço médio.

Além da situação fiscal, o valor do produto para o consumidor final é impactado pelos custos logísticos. Com o diesel tendo a alíquota abaixo dos 18%, estabelecido pelo teto, o preço do combustível não tem caído nos postos, como a gasolina e etanol, o que tem encarecido ainda mais o frete.

Segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio do botijão de 13 kg do gás de cozinha está em R$ 112, no estado.

Reportagem: Leonardo Gomes.

felipe.costa

Fugir do frio com segurança requer uma série de cuidados

Fugir do frio com segurança requer uma série de cuidados

Corpo de Bombeiros orienta para instalação correta de equipamentos que esquentam