Incorporadora reduz 90% dos resíduos de obras com remanejamento de entulhos

(Foto: divulgação)

Quanta coisa sobra durante o processo de construção de um grande empreendimento? Os resíduos de obras são muitos e acumulam nos aterros contribuindo com as montanhas de lixo produzidas diariamente. Mas a iniciativa de uma empresa em Curitiba vai na contramão dessa realidade. No local, 90% de todo o resíduo gerado não vai para aterros: o material é reutilizado dentro do próprio canteiro de obras ou encaminhado para cooperativas que o utilizem.

O engenheiro civil da MDGP Incorporações, Thomas Gomes, explica que a gestão de resíduos no empreendimento Arbo Cabral, é totalmente controlado – antes mesmo de entrar na obra.

A gestão dos resíduos é coordenada Huma Engenharia, empresa parceira da MDGP. Segundo a MDGP, existe um cuidado com as ruas: os caminhões não saem do canteiro se as rodas estiverem sujas e a poeira é controlada, e analisada antes e durante a obra, investigando a quantidade e o tipo de material utilizado. Até mesmo os entulhos podem ser reaproveitados.

As práticas são adotadas desde o início do projeto, que tem previsão de entrega para o fim de 2020.

Reportagem: Ana Flavia Silva

(Foto: divulgação)

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*