Intérprete acompanha casal surdo em parto no Hospital do Trabalhador

(Foto: divulgação/SESA)

Era para ser mais uma consulta de rotina do casal Olímpia Virginia Páez e Ronildo Fernandes de Melo, que estava aguardando pela chegada de Rony, o primeiro bebê deles. Surdos, os dois tiveram o acompanhamento de intérpretes durante toda a gestação nas consultas de pré-natal. E foi em uma delas que a médica indicou o parto imediato por questões de segurança. A intérprete Sônia de Paula, então, entrou junto na sala de cirurgia.

Sônia faz parte da Central de Libras do Departamento dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Prefeitura de Curitiba. Uma equipe de três intérpretes acompanha pessoas com deficiência auditiva em situações de rotina, como consultas médicas, por exemplo.

No Hospital, é padrão abrir espaço para quem precisa de atendimento especial. Segundo o diretor superintendente do Completo Hospitalar do Trabalhador, Geci Labres de Souza Junior, não é a primeira vez que uma situação como essa ocorre no local.

O acompanhamento da família com o bebê deve continuar mesmo após a alta, durante as consultas com o pediatra.

Reportagem: Ana Flavia Silva

(Foto: divulgação/SESA)