Justiça bloqueia R$ 3 milhões de ex-prefeitos e ex-vice de Paranapoema por compra irregular de combustível

Dois ex-prefeitos e um vice de Paranapoema, na região noroeste do Paraná, tiveram os bens bloqueados pela Justiça por irregularidades na compra de combustível. De acordo com o Ministério Público, o esquema funcionou entre 2009 e 2010.

Além dos ex-prefeitos Helio de Souza Ramalho e Neusa dos Santos Carvalho, e do ex-vice-prefeito Jucelino da Silva Costa, outras sete pessoas tiveram os bens indisponibilizados. O total de recursos bloqueados pela Justiça totaliza R$ 3 milhões.

De acordo com a ação por improbidade movida pelo Ministério Público, vários processos de licitação para compra de combustível não foram localizados; a Prefeitura de Paranapoema alega que os papéis foram furtados. O levantamento do órgão de investigação aponta que os gastos com combustíveis pelo município de pouco mais de 3 mil habitantes foi 145% maior no período.

A Promotoria destaca que “não há nenhuma documentação que dê suporte aos gastos”. Apenas em 2009, mais de R$ 720 mil foram gastos pela Prefeitura. Como os supostos atos de improbidade administrativa já prescreveram, o Ministério Público pede, também, que todos os valores não justificados sejam devolvidos aos cofres públicos.

Reportagem: Angelo Sfair