Lava Jato: MPF pede condenação de José Dirceu por lavagem dinheiro

 Lava Jato: MPF pede condenação de José Dirceu por lavagem dinheiro

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em alegações finais, o Ministério Público Federal no Paraná pede que o ex-ministro José Dirceu seja condenado por lavagem de dinheiro em um processo da Operação Lava Jato no qual o petista é acusado de receber propinas da Engevix e da UTC Engenharia.

A ação penal tramita na Justiça Federal de Curitiba desde 2018. Os procuradores também pedem a condenação de outros réus do processo, como o irmão do ex-ministro, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, e o ex-diretor da Engevix Gerson Almada.

Condenado por corrupção e lavagem de dinheiro em outras duas ações da Lava Jato, Zé Dirceu recorre das sentenças em liberdade desde novembro de 2019, quando deixou o Complexo Médico-Penal, na Grande Curitiba, após vários anos de idas e vindas de detenções provisórias. As alegações finais fazem parte da fase final da instrução penal. Após receber por escrito os últimos argumentos de defesas e acusação, o juiz Luiz Antonio Bonat, da 13ª Vara Federal de Curitiba, deverá determinar a sentença.

Na Lava Jato, Zé Dirceu já foi condenado duas vezes por corrupção e lavagem de dinheiro. As penas, somadas, chegam a 41 anos de prisão. Em 2018, quando a Justiça Federal aceitou a denúncia do MPF para tornar o ex-ministro réu pela terceira vez, o então juiz Sergio Moro abriu a ação penal, mas determinou o trancamento do processo por um ano porque todos os acusados já haviam sido condenados anteriormente em outras investigações. No caso em questão, a força-tarefa Lava Jato acusou José Dirceu de receber R$ 900 mil em propina da Engevix e R$ 1,5 milhão da UTC Engenharia. Em contrapartida, ele teria agido politicamente para beneficiar as empreiteiras nos contratos assinados pela Diretoria de Serviços da Petrobras.

A denúncia do MPF foi entregue à Justiça no dia 2 de maio de 2017, no mesmo dia em que o Supremo Tribunal Federal concedeu ao ex-ministro um habeas corpus. O movimento da força-tarefa Lava Jato, à época, foi criticado pelo advogado de Zé Dirceu, Roberto Podval, que interpretou a nova acusação como uma forma de pressão e intimidação.

Reportagem: Angelo Sfair

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem