Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2020 é entregue à Câmara de Curitiba

(Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

A Prefeitura encaminhou nesta quarta-feira a proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias, a LDO, à Câmara de Vereadores. A previsão para 2020 é de R$ 9,4 bilhões de reais de orçamento. O número é 3,4% maior que o de 2019 nas receitas recorrentes.  O projeto da LDO 2020 prevê que o teto para desconto por pagamento antecipado do IPTU no ano que vem não poderá ser superior a 10%.

O texto também prevê pouco mais de R$ 3 bilhões de arrecadação em impostos, taxas e contribuições,  um crescimento de R$ 160 milhões em relação ao estimado para 2019. Este montante contempla IPTU, com cerca de R$ 793 milhões, ITBI, com R$ 307 milhões, ISS, com pouco mais de um bilhão de e Taxa de Lixo, com R$ 175 milhões. A LDO é a base da Lei Orçamentária Anual, a LOA, que deve ser votada pela Câmara no encerramento do ano legislativo o os recursos que serão aplicados no ano que vem.

O Orçamento é construído com base nas prioridades elencadas pela população nas audiências do Fala Curitiba realizadas nas dez administrações regionais.  A iniciativa vai tramitar na Câmara em rito especial, com previsão de votação em plenário no dia 18 de junho.

Reportagem: Felipe Harmata