COLUNAS

Colunistas // Mirian Gasparin

Empresários devem conhecer as causas de fechamento dos negócios

 Mais empresas estão falindo ou fechando suas portas

Imagem: reprodução

O número de empresas que estão indo à falência ou fechando suas portas cresceu bastante este ano. Saber por que as empresas quebram é fator fundamental para que os empreendedores evitem que esse mal possa ocorrer com os seus negócios.

Atualmente, 60% das empresas acabam fechando suas portas antes de completarem dois anos, o que é um percentual bastante elevado. E desde o início da pandemia, nunca tantas empresas haviam falido como nos oito primeiros meses do ano. Foram quase 500 falências decretadas, ou 9% a mais do que o mesmo período de 2021, segundo informações da Serasa. 

Muitos fatores contribuem para o fracasso no mundo dos negócios. E saber porque as empresas quebram é fator fundamental para que os empreendedores evitem que esse mal possa ocorrer também com os seus negócios.

Os motivos mais comuns, hoje, para o fracasso, principalmente, de pequenas empresas incluem a falta de dinheiro ou financiamento, a manutenção de uma equipe administrativa inadequada, uma infraestrutura ou modelo de negócio defeituoso e iniciativas de marketing mal sucedidas.

No caso específico da falta de dinheiro, este tem sido o maior problema dos pequenos negócios. Os proprietários geralmente sabem quais são os recursos necessários no dia a dia, mas não têm certeza de quanta receita está sendo gerada. Então esta desconexão acaba sendo desastrosa.

Outro motivo que contribui para a quebra de um negócio é o erro na precificação de produtos ou serviços. Para vencer a concorrência, o empresário decide estabelecer um preço de venda abaixo da concorrência para atrair clientes. Embora a estratégia dê certo em alguns casos, geralmente as empresas que fecham suas portas são aquelas que mantêm o preço de produtos ou serviços muito baixo por muito tempo. Quando os custos de produção, marketing e entrega superam a receita gerada por novas vendas, as pequenas empresas têm pouca escolha a não ser fechar as portas.

Para evitar que a empresa tenha esse tipo de problema, o ideal é que o empresário estabeleça um orçamento realista e esteja disposto a fornecer algum capital próprio.

Por fim, outro motivo comum para o fracasso das pequenas empresas é a falta de perspicácia empresarial por parte da equipe administrativa ou do proprietário da empresa. 

Empreendedores inteligentes terceirizam as atividades que não realizam bem. Ou seja, uma forte equipe de gerenciamento é uma das primeiras adições que uma pequena empresa precisa para continuar suas operações no futuro.

Mirian Gasparin