NacionalGeral

Mercado Imobiliário: seguro fiança cresce 20% em 2022

Dados são da Superintendência de Seguros Privados (Susep)

 Mercado Imobiliário: seguro fiança cresce 20% em 2022

O chamado seguro fiança está em alta quando o assunto é locação de imóveis. De janeiro a setembro, a modalidade teve um crescimento de 20,1% em comparação ao mesmo período de 2021. Os dados são da Superintendência de Seguros Privados (Susep) que apontou a pandemia como um dos principais fatores para esse crescimento.

Veja mais:

Outro fator que tem contribuído para que essa seja uma opção interessante na hora de firmar um contrato de aluguel é a praticidade, isso porque o seguro fiança dispensa a necessidade de fiador. Ele também é mais barato do que a modalidade caução, que em geral exige o depósito de três aluguéis adiantados.

A executiva Especialista em Operações Imobiliárias da Gonzaga Imóveis, Lucia Shaicoski, explica que essa é uma modalidade de negociação que traz muitas vantagens tanto para os locadores quanto para os locatários.

Ainda segundo a executiva, na imobiliária Gonzaga o seguro fiança já representa 90% dos contratos de locação. E essa é uma tendência que se repete também em todo o ramo imobiliário e que deve ganhar cada vez mais espaço nas negociações.

O seguro fiança em 2022 representou uma arrecadação de R$ 896 milhões de reais em todo o Brasil.

Reportagem: Vanessa Fontanella

jully.mendes

Mega-Sena pode pagar R$ 115 milhões nesta quarta-feira (01)

Mega-Sena pode pagar R$ 115 milhões nesta quarta-feira (01)

Por se tratar de um concurso com final zero, o prêmio tem um adicional