NacionalGeral

Ministro pede que pais vacinem filhos contra a poliomielite

Marcelo Queiroga fez pronunciamento nas rádios e TV's neste domingo à noite

 Ministro pede que pais vacinem filhos contra a poliomielite

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um pronunciamento em cadeia de rádio e TV na noite deste domingo (6) pedindo para que pais e responsáveis vacinem as crianças contra a poliomielite. Segundo dados do ministério, a campanha de vacinação que ocorreu em agosto e setembro deste ano vacinou menos de 70% do público-alvo, composto por crianças de zero a cinco anos. A meta é imunizar 95% das crianças nessa faixa etária em todo o país.

Veja mais:

“Faço um apelo aos pais, avós e responsáveis. Vacinem suas crianças contra a poliomielite. Não podemos negar esse direito ao futuro do nosso Brasil. Não podemos aceitar que ninguém, especialmente as nossas crianças, adoeçam e morram de doenças para as quais existe vacina há tanto tempo.”

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada por um vírus que vive no intestino, o poliovírus, e que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes e secreções eliminadas pela boca de pacientes. Nos casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, os membros inferiores são os mais atingidos.

“Há 32 anos a região das Américas é considerada livre da poliomielite, mas infelizmente as coberturas vacinais estão caindo no mundo, assim como no nosso Brasil”, disse Queiroga no pronunciamento. Segundo ele, a baixa taxa de vacinação contra a doença foi agravada  pela pandemia de covid-19. 

“O Ministério da Saúde está empenhado para manter o Brasil livre da poliomielite”, destacou. O ministro afirmou que, durante a 30ª Conferência Sanitária Pan-Americana da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que ocorreu em setembro, nos Estados Unidos, o Brasil reforçou a necessidade dos países americanos se mobilizarem para erradicar a enfermidade.

Queiroga lembrou ainda que na última semana o governo lançou um plano de combate à poliomielite com o objetivo de organizar o trabalho da União, dos estados e dos municípios. Entre as ações prioritárias está o fortalecimento da vigilância epidemiológica e da vacinação.

“As vacinas continuam disponíveis nos postos de vacinação. É possível sim atingir a meta. Para tanto, é necessário o engajamento dos gestores de saúde e da sociedade civil. Estados como a Paraíba e o Amapá, por exemplo, já vacinaram mais de 90% do público alvo”, afirmou o ministro.

Reprodução: Agência Brasil.

felipe.costa

Bolsistas do Pnaes vão receber auxílio nesta quinta-feira (08)

Bolsistas do Pnaes vão receber auxílio nesta quinta-feira (08)

Com os cortes na Educação, estudantes ficaram sem a bolsa nesta quarta (07)

Números do Concurso 2546 da Mega-Sena

Números do Concurso 2546 da Mega-Sena

Prêmio principal chega a R$ 110,17 milhões

Universidades e Casa Civil se reúnem para discutir cortes

Universidades e Casa Civil se reúnem para discutir cortes

UFPR é uma das instituições afetadas e alega não ter recursos para pagar despesas básicas

Capes afirma que não tem dinheiro para 200 mil bolsas

Capes afirma que não tem dinheiro para 200 mil bolsas

Após bloqueios orçamentários, depósitos que deveriam ser feitos até esta quarta-feira (07) foram cancelados