CuritibaServiços

Moradores reclamam de obras concluídas na República Argentina

Vias compartilhadas entre carros e pedestres e canteiros não reconstruídos são principais problemas de segurança

 Moradores reclamam de obras concluídas na República Argentina

Foto: Marcelo Santana Pinto

Moradores reclamam das obras na República Argentina que está em adaptação para a passagem do ligeirão. Um dos pontos considerados problemáticos é a praça padre João Bagozzi em frente à igreja antiga do portão. Ali, a praça foi sinalizada para passagem de veículos, mas sem asfalto, nos mesmos moldes do que foi feito próximo à Praça do Japão, área concluída no inicio do ano, como conta a aposentada Marcia Correa.

Neste local, o tubo foi instalado próximo a curva e a obra está tendo que ser refeita porque não era possível abrir a ultima porta do ônibus, segundo moradores. As obras na avenida nesse momento se concentram entre o trecho do terminal do portão e o hospital do trabalhador. No entanto, em vários locais ao longo dos bairros Água Verde, Portão, Novo Mundo e Capão Raso ainda há locais onde o canteiro que faz a divisão entre a canaleta e a pista de carros não foi refeito. Marcelo Santana Pinto, que trabalha como agente de trânsito municipal, passa pela região a trabalho. Se preocupa principalmente com a segurança.

Quando anunciadas as obras, a Prefeitura de Curitiba disse que a estrutura, com vias compartilhadas, colocam o pedestre em primeiro plano no deslocamento com carros, bicicletas e motocicletas, priorizando o transporte coletivo em relação ao transporte individual. Quanto aos trechos sem canteiros centrais, o executivo informou por meio de nota que equipes de manutenção então fazendo o fechamento e que, em alguns pontos da via, os canteiros permanecerão temporariamente abertos para a circulação dos ônibus durante as novas etapas da obra de extensão do itinerário do Ligeirão Norte-Sul (BRT Sul), entre os terminais Santa Cândida e Pinheirinho.

Em nota, a empresa responsável pelas obras, expôs que as intervenções realizadas vão completar o itinerário do Ligeirão Norte-Sul a partir da Praça do Japão, no Água Verde, até o Terminal do Pinheirinho, no eixo de 7 quilômetros. Dessa maneira as melhorias vão tornar mais rápida a viagem dos passageiros que fizerem a rota completa do Ligeirão Norte-Sul. As obras incluem o desalinhamento e remodelação das estações-tubo, o que vai permitir a ultrapassagem entre os ônibus, pavimentação de partes da via-lenta da República Argentina e da canaleta exclusiva dos ônibus, implantação de novo calçamento que segue um planejamento de vanguarda e prioriza o pedestre na ocupação do espaço urbano, novo sistema de iluminação, paisagismo e implantação de faixa compartilhada para ciclistas. Até agora, 14 estações-tubo já tiveram as melhorias concluídas. Neste momento, as intervenções ocorrem na proximidade da igreja do Portão, para correção geométrica da via e adequação das obras para o retorno das atividades da estação-tubo Carlos Dietzsch, e no entorno da estação-tubo Itajubá, no Novo Mundo

Reportagem: Amanda Yargas

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Em processo de finalização, Caximba produzirá energia solar

Em processo de finalização, Caximba produzirá energia solar

A previsão é de que usina instalada no bairro comece a gerar energia em março

Iniciativa recicla material didático usado

Iniciativa recicla material didático usado

Ação de logística reversa arrecada itens, vende para reciclagem e destina renda para projetos socioambientais

Ilessi traz musicalidade afro-brasileira à Oficina de Música

Ilessi traz musicalidade afro-brasileira à Oficina de Música

Apresentação única acontece às oito horas da noite desta segunda-feira (30), no palco do Guairão.

60 bairros devem ficar sem água em Curitiba nesa terça

60 bairros devem ficar sem água em Curitiba nesa terça

Obras em reservatórios afetam também SJP, Fazenda Rio Grande e Almirante Tamandaré