CuritibaGeral

Morre homem que tentou fugir do Hospital Evangélico

Ele estava internado sob escolta policial quando pulou do 5º andar

 Morre homem que tentou fugir do Hospital Evangélico

Foto: reprodução/Bora PR

Morreu hoje (segunda, 19) o homem que pulou do 5º andar do Hospital Universitário Evangélico Mackenzie, ao tentar fugir da escolta policial. Ele tinha acabado de receber alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) quando tentou fugir, ontem (domingo, 18) de manhã.

De acordo com o hospital, Ezequiel Erat, de 42 anos, estava internado havia, pelo menos, dez dias, em decorrência de queimaduras sofridas em um incêndio provocado por ele em uma carceragem. A prisão do homem ocorreu após ele ter se envolvido em um acidente de trânsito. Neste domingo, após cair, o homem sofreu uma parada cardiorrespiratória.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem caiu sobre um telhado e foi reanimado após o resgate. O tenente Matheus Cândido atendeu a ocorrência.

O homem foi levado para Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba, no dia 8 deste mês, após ter provocado um acidente de trânsito ao dirigir embriagado. Horas após a prisão, ele teria ateado fogo na carceragem em que estava sozinho e, ferido, foi hospitalizado

Reportagem por Ana Flávia Silva

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Seis pessoas caem de caminhão de som

Seis pessoas caem de caminhão de som

As vítimas participavam de ato político, quando a lateral do caminhão cedeu, segundo Bombeiros

Apoiadores de Bolsonaro realizam manifestação no Parque Barigui

Apoiadores de Bolsonaro realizam manifestação no Parque Barigui

Apoiadores de Bolsonaro realizam manifestação no Parque Barigui

Dia de São Francisco de Assis terá Bênção dos Animais

Dia de São Francisco de Assis terá Bênção dos Animais

Evento acontece no dia 04, entre capela e a biblioteca da PUC-PR

Após indiciamento, defesa de blogueira considera possível homicídio

Após indiciamento, defesa de blogueira considera possível homicídio

Advogado de Cássia Vialli Martins não descarta o crime na forma culposa, de pena menor