“Motor apagou”, conta pai de piloto paranaense encontrado com vida após três dias de acidente

(Foto: Arquivo pessoal)

O piloto paranaense Maicon Semencio Esteves, de 27 anos, encontrado com vida ontem (07) no interior do Mato Grosso, três dias depois de sofrer um acidente de avião, se recupera em um hospital da região. Morador de Primeiro de Maio, no Norte do Paraná, ele estava desaparecido desde domingo (4), quando o avião que pilotava caiu na mata na cidade de Peixoto de Azevedo, a mais 600 km de Cuiabá.

Quando foi encontrado, três dias depois do acidente, Maicon estava próximo a um rio, muito debilitado, cerca de 60 km distante do local do acidente. Um fazendeiro que ajudou nas buscas disse que Maicon chegou a um lugar com água, mas não conseguiu ingerir o líquido. Ele teve queimaduras nos braços, no rosto e uma fratura no joelho.

O piloto passa por outras avaliações e um boletim médico ainda deve ser divulgado com todos os resultados de exames. O pai de Maicon, Martinho Esteves, conta que o filho conseguiu escapar com vida do acidente e caminhar para tentar encontrar civilização.

Maicon foi contratado por uma empresa que forneceu o avião para pulverizar uma plantação no Mato Grosso. O pai dele conta que quando o piloto desapareceu, a empresa procurou apenas por algumas horas e desistiu das buscas. A partir daí, a família contou apenas com uma rede de solidariedade. A primeira pista apareceu no fim da tarde de domingo quando um fazendeiro descobriu onde o avião havia caído.

O fazendeiro e amigos da família do piloto se mobilizaram nas buscas. Um grupo foi de carro até a cidade e o fazendeiro dono da área de 60 hectares organizou seus funcionários para trabalhar na equipe. Na terça-feira de manhã, dezenas de moradores da cidade Peixoto de Azevedo se juntaram na missão de resgate. Martinho reclama que a ajuda dos bombeiros apareceu somente na terça-feira à tarde.

A última parada registrada de Maicon havia ocorrido em Porto Nacional, no Tocantis, a caminho de Alta Floresta, no Mato Grosso, quando se acidentou. O piloto contou que o avião apagou no ar após uma pane no motor.

A família encaminhou à reportagem um áudio que foi enviado pelo fazendeiro logo após o piloto ser encontrado.

Martinho conta que a notícia emocionou toda a comunidade. A casa estava cheia quando chegou o anúncio. Martinho conta emocionado.

Maicon está internado no hospital Peixoto de Azeveno, em Mato Grosso. Depois de uma avaliação, os médicos avaliam se transferem o piloto para um hospital próximo da cidade de Primeiro de Maio, onde ele mora. A família estuda medidas judiciais contra a empresa dona do avião bimotor modelo Neiva. Em nota, a FAB informou que investigadores do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos vão apurar as causas do acidente.

Reportagem: Narley Resende

(Foto: Arquivo pessoal)

(Foto: Arquivo pessoal)

(Foto: Arquivo pessoal)

 

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*