ParanáGeral

MPPR constata aumentos abusivos no preço do etanol em postos

Os valores cobrados pelos postos de combustível são 75% maior do que o valor normal

 MPPR constata aumentos abusivos no preço do etanol em postos

Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Após investigações, o Ministério Público do Paraná constatou aumentos abusivos do preço do etanol, em postos da capital paranaense. Os valores cobrados por quase duas dezenas de postos de combustível são 75% maior do que o valor normal. Além disso, o MP também recomendou ações de fiscalização do Procon para punição dos excessos. O procedimento de investigação foi aberto depois do aumento da gasolina autorizado pela Petrobras na primeira quinzena de março, em virtude da alta do preço do petróleo no mercado internacional, especialmente por conta da guerra na Ucrânia. As investigações concluíram que os revendedores de combustíveis de Curitiba e Região Metropolitana aproveitaram o momento e elevaram os lucros, estabilizando novos preços sem justa causa. O MPPR concluiu que há uma ofensa ao Código de Defesa do Consumidor, que prevê que é proibido ao fornecedor elevar sem justa causa o preço dos produtos ou serviços.

Reportagem Fernanda Scholze

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Paraná: Número de eleitores maiores de 70 anos cresce 31%

Paraná: Número de eleitores maiores de 70 anos cresce 31%

Voto é facultativo nessa faixa etária e a ausência não acarreta em punição ao eleitor

TRE/PR define urnas que passam por auditoria, no domingo (2)

TRE/PR define urnas que passam por auditoria, no domingo (2)

Procedimento de checagem é realizado em 35 urnas eletrônicas, no Paraná

Casamentos no Paraná aumentam quase 8% em julho de 2022

Casamentos no Paraná aumentam quase 8% em julho de 2022

Foi registrado um total de 4.034 casamentos, 7,8% a mais que o verificado em junho

Bancário é suspeito de desvios que ultrapassam R$ 1,2 milhão

Bancário é suspeito de desvios que ultrapassam R$ 1,2 milhão

Na casa dele foram apreendidos documentos, talões de cheque, cartões de crédito e contratos