Paraná

Municípios do PR lideram produção nacional de leite, diz IBGE

Paraná produziu 4,4 bilhões de litros ao longo de 2021. Isso representa 12,5% do País

 Municípios do PR lideram produção nacional de leite, diz IBGE

Foto: Divulgação

Municípios do Paraná lideram a produção nacional de suínos, frangos, leite, mel de abelha e peixes. O IBGE divulgou, nesta quinta-feira (22), a Pesquisa da Pecuária Municipal. O levantamento foi organizado com base em dados de 2021. Na avaliação global, o Paraná alcançou o segundo maior Valor de Produção de Produtos de Origem Animal, atrás de Minas Gerais.

Puxado pela produção de leite, Castro, na região Central, alcançou o terceiro maior valor da produção pecuária do País, com movimentação de R$ 901,9 milhões ao longo do ano passado – 97,3% da produção de leite. Santa Maria de Jetibá (ES) e Bastos (SP) foram os municípios que tiveram desempenho mais favorável, com faturamento acima de R$ 1 bilhão, com grande volume na venda de ovos de galinha.

Castro lidera a produção nacional de leite. Foram 381,7 milhões de litros, um acréscimo de 4,9% em relação a 2020, e R$ 878 milhões em valor de produção. O segundo maior produtor também é do Paraná: Carambeí, com 227,8 milhões de litros e R$ 494,3 milhões em movimentação financeira. O Paraná produziu 4,4 bilhões de litros ao longo de 2021. Isso representa 12,5% do País. À frente, Minas Gerais chega a 19,4 bilhões de litros e 21,4% da produção nacional.

Toledo, no Oeste apresentou o maior volume na produção de carne suína entre os municípios brasileiros, com 869,2 mil de cabeças. Apesar da queda em relação a 2020, quando contabilizou 1,2 milhão de suínos, a cidade responde por 2% de tudo o que o País produz. Em 2021, o Brasil alcançou o maior efetivo nacional de suínos da série histórica, iniciada em 1973. Com um aumento de 3,2%, chegou-se a 42,5 milhões de animais.

Cascavel, também no Oeste, alcançou, pela primeira vez, a maior produção nacional de frangos de corte. Foram 20 milhões de animais, aumento de 17,8%. O Paraná responde por 28% da produção nacional.

O Paraná ainda responde por 25,9% da produção de peixes, a frente de São Paulo (9,3%) e Rondônia (7,7%). O maior produtor da piscicultura nacional é Nova Aurora, no Oeste do Paraná, com 20,1 mil toneladas produzidas. Isso representa 3,6% da produção nacional e 13,9% da produção paranaense.

A principal espécie produzida é a tilápia. Em 2021, as 361,3 mil toneladas corresponderam a 64,6% da produção total de peixes. O ranking estadual da espécie é composto pelo Paraná, com 38,5% da produção, seguido por São Paulo (13,4%) e Minas Gerais (9,7%).

Com 455 milhões de dúzias, o Paraná manteve a segunda posição no ranking entre os estados produtores de ovos de galinha. O estado responde por 9,4% do mercado, atrás apenas de São Paulo, que soma 1,16 bilhão de dúzias e acumula 24% de toda a produção.

O Paraná produziu 8,4 mil toneladas de mel em 2021, atrás apenas do Rio Grande do Sul (9,2 mil toneladas). Arapoti, na região Central, é o município com a maior produção do País, com estimativa de 925,6 toneladas.

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Alta de setembro foi de 4% e voltou a patamar de satisfação com 100,8 pontos

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

Segundo o IBGE, o acesso à rede cresceu 5 pontos porcentuais, chegando a 90%

Primavera começa com baixas temperaturas

Primavera começa com baixas temperaturas

Expectativa é de chuvas influenciadas pelo La Niña