Mutirão de cirurgias de reconstrução mamária atende 15 pacientes neste sábado (05)

Foto: Marcelo Andrade/Divulgação

Um Mutirão de Cirurgias de Reconstrução Mamária deve atender 15 mulheres neste sábado (05), no Hospital Erasto Gartner, em Curitiba. O Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital promove a ação voltada a mulheres submetidas à mastectomia – cirurgia de retirada da mama ou parte dela, devido ao câncer.

Segundo a chefe do Serviço de Cirurgia Plástica do Hospital Erasto Gaertner, Anne Groth, mais do que contribuir para a melhora da autoestima das pacientes, o procedimento contribui para a eficácia do tratamento.

Pacientes que passam pela mastectomia têm o direito de fazer a reconstrução mamária garantido por lei. Preferencialmente, o procedimento é feito imediatamente após a retirada.

No entanto, de acordo com a médica, existem condições clínicas que impedem a ação. Por isso, mutirões como este são tão importantes.

Foi o caso da fotógrafa e cantora Camila Ramos. Ela descobriu o câncer aos 23 anos e precisou fazer a retirada total da mama direita. Com complicações no pós-cirúrgico, ela espera pela reconstrução há dois anos.

Agora,recuperada, ela se prepara para o procedimento que será feito neste sábado.

Esta é a quinta edição do mutirão de reconstrução mamária do Hospital Erasto Gaertner. O mutirão deve durar cerca de 12 horas e as equipes da área de Cirurgia Plástica do Hospital devem se revezar para fazer os procedimentos.

Reportagem: Ana Flavia Silva

Foto: Marcelo Andrade/Divulgação