No dia do cachorro-quente, lanchonete de Curitiba reverte vendas para Hospital Pequeno Príncipe

(Foto: divulgação)

Um lanche ao alcance das mãos em qualquer esquina: Curitiba tem mais de 470 barraquinhas de cachorro-quente. Mas hoje – dia dedicado ao sanduíche de vina (no bom curitibanês) – uma lanchonete tem um motivo ainda mais especial para celebrar: toda a renda arrecadada com a venda de cachorros-quentes nesta segunda-feira (9) na Barraca do Cláudio, no bairro Tarumã, vai ser doada ao Hospital Pequeno Príncipe (HPP).

A iniciativa é uma forma de agradecimento da família pelo tratamento e cura da pequena Manuela Matucci, hoje com seis anos. Ela tratou um câncer de rim no Hospital, referência no atendimento pediátrico no país. Claudio José Rodrigues lembra que a relação da família com o Hospital começou em 2016.

A forma encontrada surgiu quando o departamento de marketing da lanchonete propôs alguma ação especial para o dia do cachorro-quente, comemorado mundialmente hoje (9 de setembro). Claudio não teve dúvidas.

Por conta das vendas especiais, hoje a lanchonete não vai servir almoço nem sanduíches – somente o cachorro-quente estará no cardápio. O carro-chefe vai ser o cachorro-quente Lambuza, que sai por R$ 12. Mas há outras opções e para os vegetarianos é possível tirar a vina do sanduíche. O importante mesmo é ajudar.

A Barraca do Claudio fica aberta das 11h30 até a meia-noite, na Avenida Victor Ferreira do Amaral, número 348, no Tarumã, em Curitiba.

Reportagem: Ana Flavia Silva