Obras na Linha Verde Norte são retomadas depois de quatro meses paradas

Foto: Valdecir Galor/SMCS.

Após quatro meses paralisadas, as obras na Linha Verde Norte foram retomadas nesta segunda-feira (02). As obras fazem parte do Lote 4.1 que liga os bairros Bacacheri e Atuba. Principal via de ligação entre as regiões Norte e Sul de Curitiba, a Linha Verde está em construção há mais de dez anos, desde o primeiro mandato de Beto Richa (PSDB) como prefeito.

As obras neste trecho estavam paradas desde agosto deste ano depois que o prefeito Rafael Greca rompeu o contrato com a empreiteira Terpasul, porque, segundo ele, as obras não tiveram a evolução esperada. Já a construtora alega que paralisou porque não recebia o suficiente do município para pagar os funcionários. Após a quebra do contrato, a obra passou a ser executada pelo consórcio Estação Solar, formado pela TCE Engenharia Ltda. e a Construtora Triunfo S.A., segundo colocado no processo licitatório.

De acordo com o prefeito, apenas 4,16% da obra foi feita pela empresa que iniciou os trabalhos e, por isso, o serviço foi dispensado. Ele fala ainda que as obras foram retomadas após uma perícia feita pela comissão formada por engenheiros da Secretaria Municipal de Obras Públicas.

Ainda segundo Rafael Greca, a previsão do contrato é finalizar as obras em um período de dois anos.

O lote 4.1 compõe o trecho final da via de integração entre o sul e o norte de Curitiba. Esta etapa de obras conta com 2,8 (dois quilômetros e oitocentos metros) de extensão e liga a estação Solar ao Atuba. De acordo com o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Rodrigues, os serviços iniciais serão de escavação das galerias que vão dar sustentação às novas pistas do trecho da linha verde norte e a partir do ano que vem é que começam as obras de pavimentação.

O secretário pede ainda que os motoristas e moradores tenham paciência porque em alguns momentos o trânsito pode ficar complicado na região. No entanto, ele ressaltou que está sendo preparada uma estrutura viária, sem que seja necessário bloquear completamente as pistas durante a realização das obras.

O Lote 4.1 foi licitado em 24 de julho de 2018. As propostas foram abertas em 16 de agosto de 2018 e a homologação da vencedora ocorreu em 30 de outubro de 2018. A ordem de serviço para a execução dos trabalhos foi assinada em 7 de novembro do ano passado. As obras tiveram início em novembro de 2018 e a previsão era de que fossem entregues até o final de 2020.

Reportagem: Thaissa Martiniuk