Observado pelo Chelsea, Bruno Guimarães comemora gol decisivo ao lado da família

(Foto: Miguel Locatelli/Athletico Paranaense)

Considerado uma das maiores joias recentes da base do Athletico, o volante Bruno Guimarães marcou o gol isolado que garantiu a vantagem mínima do Furacão na final da Copa do Brasil, diante do Internacional. No maior público do ano na Arena da Baixada, o Rubro-Negro venceu o Colorado por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (11).

Agora, basta um empate, semana que vem, em Porto Alegre, para garantir o título inédito e a vaga na próxima Libertadores. A Copa do Brasil ainda representa um prêmio de 52 milhões de reais para o campeão. Apenas por ter alcançado a final, o Athletico já acumula 12 milhões de reais em premiação. O único gol da final foi marcado aos 12 minutos do segundo tempo. Em jogada com o atacante Marco Rubén, Bruno Guimarães recebeu na área e não deu chances ao goleiro Marcelo Lomba.

Um observador do Chelsea estava na Arena para acompanhar o volante do Athletico. Familiares e amigos também vieram do Rio de Janeiro prestigiar o jogador.

Segundo a imprensa espanhola, quando comprou o lateral Renan Lodi, o Atlético de Madrid acertou a prioridade para também ficar com Bruno Guimarães. O negócio pode chegar a 30 milhões de euros. Interessado em atuar na Europa, Bruno Guimarães já negou uma proposta de 40 milhões de euros de uma equipe chinesa. Na noite desta quarta-feira (11), uma das maiores preocupações do Athletico era com os jogadores pendurados com dois cartões amarelos.

O volante Lucho González, o atacante Rony e o próprio Bruno Guimarães ficariam fora da decisão, na semana que vem, caso fossem advertidos pelo árbitro.

Nenhum dos três jogadores pendurados no Athletico tomou cartão e ficam à disposição para o jogo da volta. O gol que dá a vantagem ao Athletico foi o primeiro de Bruno Guimarães nesta edição da Copa do Brasil. Aos 21 anos, cotado para disputar a Olimpíada no ano que vem e esperado nas próximas listas do técnico Tite, na seleção principal, Bruno Guimarães chegou a cinco gols nesta temporada. O técnico Tiago Nunes ressalta a grande fase do jogador.

Segundo estatísticas divulgadas pelo Athletico, o Furacão teve 65% de posse de bola, com seis finalizações contra dez do Internacional. O Athletico conseguiu acertar duas vezes o gol do Inter e o Colorado acertou quatro finalizações na meta do Furacão. O técnico Odair Hellmann confia que a equipe pode reverter a vantagem no jogo de volta.

No jogo de ida da final da Copa do Brasil, nesta quarta-feira (11), a Arena da Baixada recebeu 39.772 torcedores. O maior público do ano, até agora, tinha sido no confronto diante do Boca Juniors, na fase de grupos da Libertadores, quando foram pouco mais de 32 mil pessoas. A quantidade de torcedores na decisão da Copa do Brasil só não supera a marca da final da Copa Sul-Americana, no ano passado. Diante do Junior Barranquilla, tinham sido mais de 40 mil pessoas.

Antes do confronto decisivo, em Porto Alegre, neste final de semana, pela última rodada do primeiro turno do campeonato brasileiro, o Athletico recebe Avaí e o Internacional visita o Atlético Mineiro. As duas partidas estão marcadas para domingo (15), às onze da manhã.

Reportagem: Cleverson Bravo

(Foto: Miguel Locatelli/Athletico Paranaense)
(Foto: Miguel Locatelli/Athletico Paranaense)