Oferta de apartamentos alugados reduz no mês de julho deste ano

Imagem ilustrativa

A oferta de apartamentos para alugar em Curitiba ficou estável em junho deste ano, em relação ao mesmo mês do ano passado. De acordo com o Instituto Paranaense de Pesquisa e Desenvolvimento do Mercado Imobiliário e Condominial, o Inpespar, somente 6% dos apartamentos residenciais e 15% dos comerciais foram ocupados no último mês.

Com tantos imóveis sem inquilinos na cidade, os proprietários temem ficar com o empreendimento vazio por meses e arcar com prejuízos. Por isso, algumas imobiliárias têm investido em alternativas para atrair os inquilinos, como por exemplo, ceder um mês de aluguel gratuito. A diretora da Senzala Imóveis, Augusta Coutinho, disse que as construtora lançaram muitos imóveis nos últimos anos e o esforço agora é para conseguir ocupar as unidades o mais rápido possível.

O Inpespar informou que existem cerca de 16.900 (dezesseis mil e novecentos) apartamentos disponíveis para alugar em Curitiba. Augusta Coutinho falou que uma das estratégias utilizadas pela imobiliária dela para acelerar o aluguel das unidades é oferecer o primeiro mês de aluguel grátis para a locação de casas, apartamentos e imóveis comerciais em Curitiba aos inquilinos que apresentarem a documentação completa para análise até o dia 31 de julho e o contrato de locação assinado até o dia 7 de agosto.

 

Mesmo assim, as construtoras e imobiliárias acreditam que o mercado deve aquecer nos próximos anos. A diretora da Senzala Imóveis falou que nos próximos anos, as construtoras devem lançar mais empreendimentos em Curitiba.

Augusta Coutinho falou que o tempo mínimo de aluguel de casas e apartamentos, bem como de imóveis comerciais, segue a vigência de 30 meses para os imóveis residenciais, com rescisão a partir de 12 meses sem multa desde que com comunicação prévia de 30 dias, e de 12 meses, no mínimo, para os imóveis comerciais.