Operação de fiscais da Receita provoca filas com cerca de 2.500 caminhões na fronteira entre Brasil e Paraguai

 Operação de fiscais da Receita provoca filas com cerca de 2.500 caminhões na fronteira entre Brasil e Paraguai

(Foto: divulgação)

Uma operação de agentes da Receita Federal provoca filas e a concentração de cerca de 2.500 caminhões que aguardam para cruzar a fronteira entre Brasil e Paraguai. A mobilização, chamada de “Operação Padrão”, acontece em reação à aprovação do Orçamento de 2022 pelo Congresso Nacional que não estabeleceu reajuste salarial para a categoria. Os fiscais basicamente realizam uma vistoria mais minuciosa das cargas, o que provoca as filas. Para se ter uma ideia, o pátio do Porto Seco de Foz do Iguaçu, que é o maior da América Latina, está lotado. No local, 950 caminhões aguardam para fazer a travessia.

Além disso, outros 500 veículos esperam em pátios de empresas e postos de combustíveis, do lado brasileiro. Já no Paraguai, mais de mil caminhões estão esperando em dois pátios. Há um mês, empresários do setor produtivo enviaram um ofício ao Ministério da Economia e à superintendência da Receita Federal pedindo o fim da Operação Padrão.

Segundo o presidente da Federação da Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap), Fernando Moraes, é preciso que o Governo Federal dê uma resposta e evite novas perdas ao setor produtivo.

A fila começou a se acumular no dia 2 de março, quando os auditores da Receita Federal retomaram a mobilização. Motoristas relatam enfrentar até 15 dias na fila de espera. Além do reajuste salarial, auditores reclamam da diminuição de verba para o órgão. O presidente do Sindicato dos Fiscais da Receita Federal (Sindifisco), Isac Falcão, conta que após mais de um mês de manifestações não existe indicio algum que o Governo Federal irá ceder e por tanto, a situação na fronteira deve piorar.

Em nota, a Superintendência da Receita Federal informou que tem realizado esforços para manter a prestação de serviços essenciais para que não haja interrupção no fluxo de recursos destinados à realização de políticas públicas. A reportagem entrou em contato e aguarda posicionamento do Ministério da Economia.

Reportagem: Leonardo Gomes

Band News Curitiba - 96,3 FM

A BandNews Curitiba está na cidade desde 2006. A emissora caiu no gosto do curitibano e, atualmente, está entre as dez rádios mais ouvidas da cidade.

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

3 pessoas se afogam e precisam ser socorridas em Caiobá

Adolescentes foram retirados do mar conscientes e passam bem