Operação Muralha apreende R$ 45 milhões em produtos trazidos do Paraguai ilegalmente

(Foto: divulgação/Receita Federal)

Em quase dois meses de operação na região de fronteira, a Receita Federal apreendeu 45 milhões de reais em produtos trazidos do Paraguai ilegalmente. O valor é 44,7% maior do que o registrado em ações do ano passado.

Nesta terça-feira, a instituição divulgou o balanço final da operação batizada de Muralha, que tinha o objetivo de coibir crimes entre o Brasil e o Paraguai. Desde o dia 13 de maio, a fiscalização foi reforçada nas estradas, desvios, rios e lagos da região de fronteira, 46 pessoas foram presas, além de apreendidos 383 veículos usados por contrabandistas e traficantes de drogas e armas.

Na ação, que este ano incluiu o Mato Grosso do Sul, foram tiradas de circulação também dois milhões e trezentos mil maços de cigarros, quase três toneladas de maconha e 35 mil comprimidos de medicamentos e ampolas de anabolizantes. No Paraná, as barreiras fixas foram montadas próximo à praça de pedágio da BR-277 em São Miguel do Iguaçu e na BR-163, em Guaíra, no oeste do estado. A operação contou com cerca de 500 agentes de fiscalização. A Receita Federal contou com o apoio de vários órgãos de segurança e inteligência, como Polícia Federal, Exército, Marinha e Aeronáutica, IBAMA e Agência Brasileira de Inteligência (ABIN).

As ações de fiscalização contaram, também, com o apoio de scanners, de equipes com cães farejadores, além de helicópteros da Receita Federal e da Polícia Civil.

Reportagem: Thaissa Martiniuk/ Angelo Sfair