COLUNAS

Colunistas // Mirian Gasparin

City Center Outlet Premium será aberto ao público em dezembro

 Outlet de Campo Largo deve faturar R$ 30 milhões mensais

Foto: divulgação

Com previsão de faturar R$ 30 milhões por mês e receber um milhão de consumidores mensalmente, será inaugurado no início de dezembro, o City Center Outlet Premium, na BR 277, em Campo Largo. Na tarde de terça-feira, eu participei de uma visita guiada ao primeiro outlet paranaense no conceito americano, que será uma referência não só para o Paraná, como também para todo o Sul do Brasil.

O outlet pertence ao grupo paranaense Tacla, que em seus 80 anos de experiência no varejo tem 11 shopping centers no Sul e Sudeste do País. Construído com recursos próprios, o City Center Outlet Premium terá 144 lojas, que venderão seus produtos com descontos de até 70%. Segundo me adiantou o superintendente Maikon Bruno, quase todos os espaços já foram locados.

Grandes nomes da moda nacional e internacional, algumas inéditas no Paraná, já garantiram presença no City Center. Entre elas estão a Nike, que ocupará a maior loja com 1.300 metros quadrados, Fila, Reebok, que abrirá a primeira loja no Brasil, North Face, Tommy Hilfinger e Hurley.

No segmento calçados, o grande nome é a Crocs, além das fabricantes de roupas de cama, mesa e banho M Martan, Karsten e Trussardi. Na praça de alimentação são17 marcas de lanchonetes de fast food. O outlet terá também quatro salas de cinema. Na área de eletrodomésticos e eletrônicos estarão presentes com preços de outlet, as empresas Electrolux, iPlace e TIM. 

Foto: divulgação

Maikon Bruno me disse que para o setor de serviços está sendo fechado contrato com a rede de supermercados Strapasson, de Campo Largo, e a loja pet ainda não tem uma empresa definida. O estacionamento tem capacidade para 2.500 veículos.

Além de gerar impostos e valorizar o entorno da região, o City Center vai gerar 2.500 empregos diretos e indiretos. Recentemente, o empreendimento abriu processo de contratação de 1.500 profissionais que vão atuar na administração e nas 144 lojas que farão parte do complexo. A preferência é para trabalhadores que moram em Campo Largo, mas para os que residem em Curitiba haverá uma linha especial de ônibus, segundo me informou o superintendente do outlet.

Outro item importante do empreendimento é o projeto arquitetônico e de paisagismo, com ambientes a céu aberto, que prezam pelo bem-estar e conforto das pessoas. Uma das vantagens deste tipo de arquitetura é a economia de energia na iluminação e na utilização de ar condicionado.

E, por fim, em dois anos, a previsão é que ocorra a duplicação de lojas do outlet, uma vez que toda a estrutura já foi preparada.

Confira abaixo a coluna:

Mirian Gasparin