Paraná apresenta alta taxa de transmissibilidade da covid-19 e tendência de aumento para as próximas semanas

mascaras-curitiba
Foto: Ricardo Marajó/SMCS

O Estado do Paraná apresentou alta taxa de transmissibilidade da covid-19, nas últimas semanas. Uma pesquisa do Departamento de Estatística da Universidade Federal do Paraná monitora diariamente as taxas de transmissibilidade de todos os Estados do Brasil. Esses números indicam como está a disseminação da doença.

O professor de estatística da UFPR, Wagner Hugo Bonat, afirma que a taxa acima de 1 indica a manutenção da doença.

Nas últimas semanas, o estudo detectou que os novos epicentros do coronavírus são as regiões sul e centro-oeste. Essas são as únicas regiões do Brasil com taxa de transmissibilidade acima de 1, o que aponta uma tendência do crescimento do vírus. O estatístico afirma que nos últimos dias, houve um aumento de transmissibilidade da doença no Paraná.

A análise realizada pela universidade pode auxiliar as autoridades nas decisões relacionadas ao coronavírus. O professor destaca a importância do estudo para a sociedade, neste período de pandemia.

O estudo de monitoramento diário da pandemia da covid-19 está disponível no site da Universidade Federal do Paraná através do link:


http://leg.ufpr.br/~wagner/covid/