ParanáGeral

SESP convoca 400 profissionais para trabalhar na Polícia Civil

São vagas para 150 delegados, 200 investigadores e 50 papiloscopistas

 SESP convoca 400 profissionais para trabalhar na Polícia Civil

Foto: Albari Rosa/AEN

400 novos profissionais são convocados para compor o quadro da Polícia Civil do Paraná. Devem ser chamados 150 delegados, 200 investigadores e 50 papiloscopistas, que fizeram o concurso em 2020, além de 24 escrivães remanescentes de um processo anterior. O Paraná fez o anúncio da convocação nesta segunda-feira (27). O resultado final do concurso foi divulgado no início deste mês pela Polícia Civil. As vagas vão ser preenchidas de acordo com a ordem de classificação. A validade do trabalho é de 2 anos, podendo ser prorrogada por igual período. O governador Ratinho Junior comentou que o efetivo ajuda a manter a queda dos indicadores de criminalidade.

O delegado-geral da Polícia Civil do Paraná, Sílvio Jacob Rockembach, revelou que todas as unidades de lugares com alto índice de criminalidade vão ser reforçadas.

O secretário estadual da Segurança Pública, Wagner Mesquita, reforçou que com as novas contratações, vai ser possível realizar um replanejamento das instituições policiais.

Depois da convocação, os candidatos devem participar do curso de formação na Escola Superior da Polícia Civil. O planejamento é que ainda neste ano os novos policiais civis comecem a trabalhar nas delegacias de polícia de todo o Estado.

Band News Curitiba - 96,3 FM

Covid-19: Paraná registra 231 casos e nenhuma morte

Covid-19: Paraná registra 231 casos e nenhuma morte

Estão internadas 30 pessoas, 16 em UTIs e 14 em enfermarias

Motorista morre ao afundar carro na baía de Guaratuba

Motorista morre ao afundar carro na baía de Guaratuba

Corpo do homem, de 27 anos, foi resgatado a sete metros de profundidade

Cidades da RMC podem ter o abastecimento de água afetado

Cidades da RMC podem ter o abastecimento de água afetado

Sanepar informa que realiza serviços em dois reservatórios de água durante toda a terça-feira (9)

Vacinação infantil: apenas 10% das crianças receberam a 1ª dose

Vacinação infantil: apenas 10% das crianças receberam a 1ª dose

O público de 3 e 4 anos tem a pior cobertura vacinal contra o coronavírus