ParanáGeral

Paraná deve acelerar aplicação da quarta dose da vacina anticovid

Estado pretende acelerar aplicação da quarta dose para controlar avanço dos internamentos no inverno

 Paraná deve acelerar aplicação da quarta dose da vacina anticovid

Foto: José Fernando Ogura – AEN

Com a chegada das baixas temperaturas e a volta das atividades presenciais, o número de infectados pelo coronavírus voltou a subir e os hospitais agora têm mais leitos ocupados com pacientes internados pelo agravamento da Covid-19. Segundo os especialistas o vírus vai permanecer entre nós e a expectativa é que novas variantes apareçam ao longo dos meses. O fato é que teremos que conviver com o vírus e a melhor forma de proteção é a vacinação. Nesta semana, o Paraná começou a aplicar a 4º dose da vacina anticovid na população acima de 50 anos e também nos profissionais da saúde. Essa é a segunda dose de reforço do imunizante e que deverá ser administrada em toda a população. O atual secretário estadual da saúde, César Neves esteve em Brasília para agilizar a liberação das doses do imunizante para o Estado com o objetivo de acelerar a vacinação de reforço da população paranaense, que fica mais vulnerável no inverno. Durante as fases mais agudas da pandemia, o Governo do Paraná chegou a abrir mais de dois mil leitos de UTI para conseguir atender a demanda de pacientes em estado grave por causa da Covid-19. Essa situação não deve se repetir, mas é muito importante que a cultura vacinação seja incentivada para que a pandemia permaneça sob controle em todo o país, como comenta o ex-secretário de saúde do Paraná e gestor da saúde pública no Estado nos momentos mais críticos no Paraná, Beto Preto. Mais 30 vagas em UTIs e 20 em enfermarias foram abertas nesta semana no Paraná. Os leitos vão ser distribuídos em hospitais de Curitiba, Guarapuava e Prudentópolis. As vagas são parte dos 107 novos leitos anunciados há alguns dias.

Reportagem: Angela Luvisotto

angela.luvisotto

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Intenção de consumo do paranaense cresce em setembro

Alta de setembro foi de 4% e voltou a patamar de satisfação com 100,8 pontos

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

300 mil domicílios do Paraná não têm acesso à internet

Segundo o IBGE, o acesso à rede cresceu 5 pontos porcentuais, chegando a 90%

Primavera começa com baixas temperaturas

Primavera começa com baixas temperaturas

Expectativa é de chuvas influenciadas pelo La Niña