NacionalGeral

Pesquisadora da UFPR descobre floresta de 290 milhões de anos

Quantidade de árvores encontradas surpreendeu comunidade científica

 Pesquisadora da UFPR descobre floresta de 290 milhões de anos

Foto: arquivo UFPR

Uma floresta fossilizada de 290 milhões de anos foi descoberta em Ortigueira, município da região central do Paraná. São 164 árvores da linhagem das licófitas que estão preservadas na posição original. A descoberta é da estudante do programa de pós-graduação em Geologia da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Thammy Ellin Mottin. O estado de conservação das árvores, além da quantidade de árvores encontradas chamaram a atenção da comunidade científica, como conta a pesquisadora: 

O conjunto encontrado está preservado em rochas. As licófitas são umas das primeiras plantas vasculares, que possuem vasos condutores de seiva, existentes na Terra. As árvores são do período Devoniano, período de importantes eventos biológicos, inclusive a diversificação das plantas terrestres, insetos e répteis. Para Thammy, a descoberta deve ser apresentada para a sociedade e, dada a relevância do parque geológico, é necessário que as instituições responsáveis viabilizem a estrutura necessária para manter a localidade preservada para futuros estudos:

Na época em que a floresta estava viva, a cidade de Ortigueira era um banhado do antigo Oceano Panthalassa. A região também sofria a influência da água doce dos rios e as licófitas eram uma das poucas plantas da época que suportavam essas condições, portanto a descoberta é também rara.  

Reportagem: Angela Luvisotto

Angela Luvisotto

Mega-Sena pode pagar R$ 115 milhões nesta quarta-feira (01)

Mega-Sena pode pagar R$ 115 milhões nesta quarta-feira (01)

Por se tratar de um concurso com final zero, o prêmio tem um adicional