Porte e uso de drogas lideram o número de ocorrências da GM no centro de Curitiba

(Foto: Luiz Costa/SMCS)

Porte e uso de drogas estão entre as principais ocorrências atendidas pela Guarda Municipal de Curitiba na região central da cidade. Foram 426 casos em 1.301 abordagens feitas pela GM no centro da capital. Os números fazem parte de um balanço que reúne as 2.775 abordagens feitas na região entre janeiro e setembro deste ano.

Neste período, 621 pessoas foram encaminhadas a delegacias para que as ocorrências fossem formalizadas. Segundo a Guarda Municipal, foram atendidos 70 casos de brigas e lesões corporais e outras 70 ocorrências de furto. A GM avalia que situações de reincidência são comuns. Um caso recente ocorreu com um rapaz de 26 anos, preso duas vezes por furto de fio de cobre.

Em 125 abordagens foram encontradas pessoas com mandado de prisão em aberto. Ainda de acordo com o balanço da GM, houve 51 ocorrências de roubo; 43 de agressão ou ameaça e 23 de dano ou vandalismo, a mais recente ocorreu na última terça-feira (15), quando dois indivíduos foram identificados pichando a Casa Hoffmann, no São Francisco. Um deles fugiu do local e o outro foi encaminhado para a Delegacia de Meio Ambiente. Com o suspeito detido foram encontrados dois pinceis. Ele também foi multado em R$ 10 mil por pichação de patrimônio público.