Prazo para destinação de parte do Imposto de Renda termina no fim do mês

(Foto: divulgação)

Que tal fazer uma doação para uma instituição filantrópica sem gastar nada? Isso é possível com a destinação de parte do Imposto de Renda, que pode ser feita até o dia 28 de dezembro. Pessoas físicas podem destinar até 6% do imposto de renda devido, enquanto pessoas jurídicas, que declaram por lucro real, têm um percentual de até 9% para destinação, que é dividido em diferentes iniciativas. Na prática, o contribuinte emite um boleto bancário e destina o recurso, que no próximo ano será descontado do valor do IR.

Quem tiver imposto a restituir também recebe de volta o valor doado. Uma das instituições beneficiadas com a medida é o Hospital Pequeno Príncipe, referência no atendimento a crianças e adolescentes. O coordenador de novos projetos da instituição, Antony Assumpção, destaca que esses recursos são fundamentais para a manutenção de projetos na entidade.

Um dos caminhos para doação é o site da Fundação de Ação Social (FAS), onde é possível selecionar qual entidade deve receber a contribuição. É preciso escolher entre o Fundo Municipal para Criança e o Adolescente ou o Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa. A Associação Amigos do HC, por exemplo, que arrecada recursos para o Complexo Hospital de Clínicas, mantém projetos em diversas áreas com os recursos do IR.

Apesar de não custar nada aos bolsos dos contribuintes, uma pesquisa do Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (Idis), em 2016, mostrou que apenas 2% do potencial de contribuição das pessoas físicas é efetivamente utilizado. Isso significa que cerca de R$ 5 bilhões em impostos ainda não são doados. O potencial de doação de IR de pessoas jurídicas também não passa de 2%, cerca de R$ 4,56.

Quem quiser ajudar a mudar essa realidade, pode acessar:

http://www.criancaquerfuturo.curitiba.pr.gov.br/

https://doepequenoprincipe.org.br/impostoderenda/formulario/

Reportagem: Ana Flavia Silva

Deixe um Comentário Os comentários serão avaliados por um moderador. Comentários considerados inadequados, impróprios ou ofensivos não serão aprovados

*