Prefeito de Curitiba tem alta e deve voltar as atividades no dia 14 de janeiro

Foto: Facebook/Reprodução

Após 11 dias de internamento o prefeito de Curitiba Rafael Greca (PMN) recebeu alta médica nesta segunda-feira (7). De acordo com a equipe médica, Greca apresentou boa evolução pós-operatória durante toda a internação. A recomendação é de repouso por mais sete dias, com alimentação leve e curativos na área da cirurgia.

Segundo a equipe a volta às atividades na Prefeitura pode ocorrer a partir do dia 14 de janeiro. Em um vídeo divulgado pela assessoria de imprensa, Greca agradeceu o apoio neste período e ainda diz que está preparado para retornar as tarefas diárias.

No final do ano, Rafael Greca foi levado às pressas ao Hospital Marcelino Champagnat e teve que passar por uma cirurgia para restaurar parte do intestino delgado, perfurado por uma hérnia infeccionada. Desde que foi internado, o prefeito não se afastou do cargo e estaria trabalhando do hospital. Ele ficou na UTI por pouco menos de uma semana e depois concluiu o tratamento em um quarto do hospital. Inicialmente, a previsão era de que o período de internação pudesse chegar a 15 dias.

Esta é a terceira vez em que Greca é hospitalizado depois de ser eleito, no final de 2016. Em 1.º de janeiro de 2017, menos de 24 horas depois de tomar posse, o prefeito de Curitiba foi internado, com diagnóstico de uma tromboembolia pulmonar, que é a presença de um coágulo de sangue que se aloja em vasos. Greca também havia sido internado no fim de 2016, após se sentir indisposto e ter sido encaminhado a uma clínica para realizar exames. Na época, médicos informaram que ele apresentava um quadro de ansiedade, provavelmente provocado pela expectativa da posse.

Reportagem: Alexandra Fernandes