ParanáGeral

PRF estima 30 vítimas soterradas na BR-376

Buscas são feitas com drones, câmeras termais e cães farejadores

 PRF estima 30 vítimas soterradas na BR-376

Foto: Divulgação/AEN

Ao menos trinta pessoas estão soterradas no deslizamento na BR-376. Esta é a estimativa das forças de segurança que trabalham na região do desastre, registrado na última segunda-feira (28).

Além dos agentes e dos cães farejadores, o km 669, no acesso para Guaratuba, é sobrevoado por drones com câmeras termais para identificar pontos de calor e possíveis sobreviventes.

Veja mais:

Até esta quarta-feira (30), nenhum ponto térmico foi identificado, de acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, o coronel Manoel Vasco.

Para chegar nos soterrados, as equipes trabalham agora na retirada de terra. Devido à instabilidade do solo e à chuva constante, há risco para novos deslizamentos. É o que explica o superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Antonio Pain.

No momento, não é possível utilizar guindastes para remover veículos soterrados. Até o momento foram confirmadas duas vítimas. Seis pessoas saíram com vida, nas primeiras horas de buscas. Os trabalhos seguem com mais de 50 bombeiros e cães farejadores.

Reportagem: Larissa Biscaia

jully.mendes

Clima reduz, mas previsões indicam expectativa de boa safra

Clima reduz, mas previsões indicam expectativa de boa safra

Neste verão, devem ser alcançadas 24 milhões e setecentas mil toneladas no Paraná

BR-376: 12 quilômetros de fila, no sentido Santa Catarina

BR-376: 12 quilômetros de fila, no sentido Santa Catarina

Fila estava concentrada em Guaratuba, no Litoral do Paraná

BR-277: 8 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Paranaguá

BR-277: 8 quilômetros de fila em Morretes, no sentido Paranaguá

Permanece o desvio operacional, na Serra do Mar, no quilômetro 42