ParanáGeral

Primo de pai do menino Evandro vira réu por calúnia

A queixa-crime foi apresentada no dia 13 de julho à justiça

 Primo de pai do menino Evandro vira réu por calúnia

Foto: Reprodução

Virou réu,  por calúnia, Diógenes Caetano dos Santos Filho, primo do pai do menino Evandro Ramos Caetano, encontrado morto em Guaratuba, no litoral do Paraná, em 1992. Na queixa-crime, apresentada no dia 13 de julho à justiça, é citada a participação ao vivo de Diógenes em um programa transmitido pelo Facebook. Ele teria sido convidado para comentar o perdão dado pelo Governo do Paraná aos cinco acusados da morte do menino Evandro, de seis anos. O corpo de Evandro foi encontrado cinco dias depois do desaparecimento, em 11 de abril de 1992, em um matagal, sem vários órgãos e com os pés e mãos amputados.

O caso teve grande repercussão e a morte chegou a ser ligada a rituais religiosos, mãe e filha e três pais de santo foram presos suspeitos de participação no crime. Elas ficaram conhecidas como as bruxas de Guaratuba e somente anos depois elas e os outros acusados foram inocentados. Durante a transmissão, Diógenes teria dito que considerava uma vergonha o perdão dado pelo Governo e disse não acreditar na inocência deles. Ele atribuiu aos cinco a culpa não só pela morte de Evandro, mas também de outras 28 crianças desaparecidas, entre elas Leandro Bossi, assassinado no mesmo ano. Para a defesa dos cinco, Diógenes, na declaração, atribuiu aos citados os crimes de sequestro e homicídio. Ele tem dez dias para responder à acusação, por escrito. A nossa reportagem procurou Diógenes para comentar o caso, mas ele disse que neste momento prefere não se pronunciar sobre o assunto.

Reportagem Vanessa Fontanella

carolina.genez

Estrada da Graciosa segue interditada, mas alguns acessos são liberados

Estrada da Graciosa segue interditada, mas alguns acessos são liberados

Segundo o DER-PR, uma trinca se abriu no quilômetro 7 da Estrada da Graciosa

Chuvas afetam abastecimento de água em SJP e Piraquara

Chuvas afetam abastecimento de água em SJP e Piraquara

O aumento da turbidez da água acarretou na suspensão da captação para manter a qualidade

Polícia Civil abre inquérito para apurar deslizamento na BR-376

Polícia Civil abre inquérito para apurar deslizamento na BR-376

Objetivo é apurar causas e possíveis responsabilidades sobre o acidente. Ainda não há previsão de

Vistoria define os próximos passos para a liberação da BR-376

Vistoria define os próximos passos para a liberação da BR-376

Avaliação é realizada neste sábado (3), pela equipe da concessionária que administra o trecho