Programa do governo incentiva empreendedorismo paranaense

Foto: divulgação/ Celepar

Até 100 ideias vanguardistas de novos negócios podem ganhar uma forcinha extra de uma iniciativa do governo do Paraná. É o programa Sinapse da Inovação, criado pela Fundação Certi, que vai investir até R$ 40 mil em cada proposta selecionada. O objetivo é contemplar os principais segmentos da economia estadual. Mas, para isso, mais do que apenas um pensamento, o interessado precisa esmiuçar o trabalho que pretende desenvolver e validar isso junto ao mercado.

Quem explica é o consultor Rafael Tortato, coordenador do Projeto Startup do Sebrae Paraná.

Na prática, a pessoa que quiser participar precisa detectar um determinado problema real e criar, a partir daí, uma solução também real. E isso para evitar, por exemplo, o desenvolvimento de um produto que, a princípio, parece perfeito, mas que não atrai clientes e, consequentemente, se torna inviável do ponto de vista do mercado.

No Paraná, o programa Sinapse da Inovação é fruto de uma parceria entre Fundação Araucária e Celepar, com o apoio do Sebrae Paraná e da Fiep. O prazo de inscrições vai até 3 de maio e os recursos destinados ao desenvolvimento das ideias selecionadas virão do governo do estado, que assume o risco do empreendimento.

Para se inscrever é preciso 18 anos de idade ou mais. Ao longo do processo, os empreendedores vão ter que elaborar um plano de negócios e também montar um projeto de fomento, detalhando o orçamento e a execução. O cadastro é feito, exclusivamente, pelo site sinapse.sinapsedainovacao.com.br/parana.

O Programa Sinapse da Inovação surgiu em 2008 e esta é a primeira vez que o edital é lançado no Paraná. Todas as etapas são assistidas por consultoria presencial e online e a Operação Sinapse está prevista para dezembro deste ano.

Reportagem: Daiane Andrade