Programa Vigia divulga dados dos primeiros seis meses de operações no Paraná

(Foto: divulgação/
Ministério da Justiça e Segurança Pública )

Em seis meses, foram apreendidas 3,6 toneladas de drogas, 18,7 milhões maços de cigarro contrabandeado, 145 veículos e 50 embarcações nas fronteiras do Paraná. Os dados são do Programa Vigia, que desde abril tem reforçado ações de segurança nas áreas de fronteira do país. O projeto começou pelo Paraná, com a Operação Hórus na região de Guaíra, no Oeste do Estado.

Segundo o coordenador-geral de fronteiras da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Eduardo Bettini, a área foi escolhida para o projeto piloto especialmente pela experiência das equipes que já atuavam na região.

Além de equipes da Polícia Federal e do Batalhão de Polícia de Fronteira da Polícia Militar, agentes da Polícia Rodoviária Federal e grupos do Exército, da Força Nacional de Segurança Pública e da Receita Federal também fazem parte das ações integradas.

De acordo com Bettini, as atividades são inspiradas em modelos internacionais de cooperação entre forças de segurança.

O Programa se estendeu por fronteiras do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Com isso, foram apreendidos no total 14 toneladas de drogas, sendo 861 quilos de cocaína, 13 toneladas de maconha e 21 quilos de crack, 20 milhões e meio de maços de cigarros, 201 veículos, entre carros, caminhões e motos, e 62 embarcações usadas para contrabando. 153 pessoas foram presas.

De acordo com as estimativas do Programa, as apreensões evitaram um prejuízo de R$ 96 milhões e setecentos mil reais aos cofres públicos. A ideia agora é expandir a ação para outros estados brasileiros.

O Programa é permanente. A proposta é ainda ampliar a integração com mais equipes que possam reforçar a segurança, como a Aeronáutica, por exemplo.

Reportagem: Ana Flavia Silva